Central Única dos Trabalhadores

Trabalhadores dos Correios e Eletrobras pedem votos contra privatização das estatais

26 fevereiro, sexta-feira, 2021 às 11:25 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Vende-se 1

Vende-se 1

Dois em cada três brasileiros (67%) são contrários à venda das estatais, mostrou a última pesquisa DataFolha sobre o tema, em setembro de 2019. Mais recentemente, em janeiro deste ano, outra pesquisa do Instituto Paraná Pesquisa, publicado pelo Poder 360ºespecificamente sobre a privatização dos Correios, diz que mais da metade da população brasileira (50,3%) são contra a privatização da companhia. 

Ainda assim, Jair Bolsonaro (ex-PSL) apresentou projetos ao Congresso Nacional colocando à venda os Correios e a maior empresa de energia do país, a Eletrobras, num claro desrespeito à opinião pública.

Mas a população ainda tem uma forma de defender as empresas públicas fazendo valer sua opinião nas consultas públicas abertas pelo Senado e pela Câmara Federal.

A consulta pública sobre os Correios está na Câmara Federal, por ser tratar de Projeto de Lei (PL) nº 591/2021. A votação até as 7h da manhã desta sexta (26) estava em sua grande maioria favorável a manter os Correios como empresa pública. 

Apesar de obter a maior parte dos votos, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) lançou em suas redes sociais, uma nota em que pede que a população vote não ao projeto de privatização.

Diz a Fentect: “Precisamos atuar atura em massa esta pesquisa , inclusive  opinando o porque é  negativo para o povo a venda dos Correios.

Somos quase 100 mil trabalhadores desta empresa, sem contar nossos contar com nossos familiares.  Esta na hora de mostrarmos nosso peso e compromisso com nossa empresa à  Câmara Federal!

Juntos somos mais fortes e conseguiremos barrar o entreguismo que Bolsonaro  e Paulo Guedes querem fazer em nosso país.

Diga não à venda dos Correios. Defender os Correios é  defender o Brasil Entre agora e vote, pois não leva mais que dois minutos.

Para dizer não à privatização dos Correios, clique aqui

Eletrobras

Por se tratar de Medida Provisória (nº 10.31/2021), o pedido de autorização para privatizar a Eletrobras foi aberto no Senado. A enquete na Casa, até às sete da manhã desta sexta-feira (26), mostrava que os robôs da direita levavam vantagem numérica com apoio maior à venda da companhia de todos os brasileiros – um movimento, obviamente, contrário ao que diz a enquete sobre os Correios e a pesquisa do DataFolha, que mostrou que a maioria do povo brasileiro é contra a entrega do patrimônio público.

Para reverter esses números e sensibilizar os senadores de que a ideia de privatizar a Eletrobras não é aceita pela maioria da população, uma corrente de solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras da Eletrobras tomou conta das redes sociais pedindo o voto contrário à privatização.

O texto que circula nas redes diz: “Senado acaba de colocar no ar a consulta pública sobre a MP 1031 a privatização da Eletrobras. Entrar lá e votar não  Consulta Pública sobre a MPV”.

A Confederação Nacional dos Urbanitários (CNU) e a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU) entraram na campanha pedindo votos contra a privatização da Eletrobras.

CNU/FNU

Para votar nãoclique aqui: 

Leia mais

Entenda como a privatização de estatais como a Eletrobras vai afetar o seu bolso

Entenda como a privatização dos Correios vai afetar a sua vida   

 

Fonte: CUT Brasil