Central Única dos Trabalhadores

Todo apoio e solidariedade da CUT-RS à juíza Valdete Souto Severo

24 julho, sexta-feira, 2020 às 7:34 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Valdete1

Valdete1

A Central Única dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul (CUT-RS) vem a público manifestar todo o seu apoio e solidariedade à juíza do Trabalho Valdete Souto Severo, de Porto Alegre, na defesa do direito à vida e pelo estado democrático de direito, garantidos pela Constituição do Brasil.

Estamos nos posicionando após a magistrada ter externado a sua opinião em artigo publicado no site “Democracia e mundo do trabalho em debate”, sob o título “Por que é possível falar em política genocida no Brasil em 2020?”, originando uma descabida instauração de um pedido de providências por parte da Corregedoria Nacional de Justiça com relação ao conteúdo do texto.

No artigo, a juíza analisa que “é possível falar de uma política genocida no Brasil hoje. O governo segue, em meio à pandemia, não apenas editando regras que concretamente pioram a vida das pessoas, impedindo-as, em alguns casos, de continuar vivendo, como também deliberadamente deixando de aplicar recursos de que dispõe, no combate à pandemia”. Isso é a pura realidade que enfrentamos.

Nestes tempos obscuros que atravessamos, é preciso reafirmar a luta pelo direito à vida, pelo estado democrático de direito, pelo respeito às liberdades civis, pelas garantias fundamentais e pela defesa dos direitos trabalhistas e sociais. Não se admitem perseguições, punições ou qualquer outro meio de intimidação ou cerceamento para quem diz a verdade e defende uma sociedade democrática e com direitos.

Isto posto, repudiamos a atitude da Corregedoria Nacional da Justiça e defendemos o artigo da juíza Valdete ao analisar a tragédia que representa a morte de mais de 84 mil pessoas e mais de 2,2 milhões de infectados pelo coronavírus, diante da política de descaso com a vida do governo Bolsonaro.

Não é possível ficar indiferente diante de uma política genocida que tira a vida e o sonho de milhares de famílias brasileiras. Que se respeitem a vida, a saúde e os direitos constitucionais assegurados a todos os brasileiros e brasileiras!

 

Porto Alegre, 24 de julho de 2020.

 

Executiva Estadual da CUT-RS

 

Fonte: CUT-RS