Central Única dos Trabalhadores

Servidores se reúnem com deputados na luta contra o PLC 206

9 dezembro, quarta-feira, 2015 às 4:36 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

café-da-manhã-600x400

café-da-manhã-600x400

Nesta quarta-feira, 09, a direção Central do CPERS, juntamente com o Movimento Unificado dos Servidores Públicos, realizou um café da manhã com deputados estaduais dos partidos PT, PcdoB, PTB e PPL. O objetivo do encontro, realizado em um hotel da capital, foi o de agradecer o apoio dos deputados que votaram com os servidores no PL 336 (RPV’s) e também cobrar o posicionamento contrário dos mesmos em relação ao Projeto de Lei Complementar 206/2015, que trata da Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual. O encontro aconteceu, às 7h45, na sala Atenas do Master Palace Grande Hotel.

Ao iniciar o encontro, a presidente do CPERS, Helenir Aguiar Schürer, agradeceu aos deputados por votarem junto com os servidores no PL 336. “Reconhecemos o trabalho dos deputados que votaram conosco. E apesar de não ganharmos, conseguimos desestabilizar a base do governo”, observou. Helenir também ressaltou a importância de ter o voto dos deputados contra o PLC 206, que deve ir à votação na Assembleia Legislativa, entre os dias 29 e 30 de dezembro. “O PLC 206, se aprovado, será um caos não só para nós servidores, mas também para o serviço público”, afirmou.

Consequências do PL 206 é destacada aos parlamentares

Os representantes das entidades presentes, Ugeirm, Semapi e Amapergs relataram aos deputados o quanto será prejudicial o PLC 206 para as categorias e para a população gaúcha. “A insegurança ultrapassou todos os limites. Se hoje não temos a estrutura necessária para atuar, se este PL for aprovado, a situação ficará ainda mais grave. Temos mais uma batalha pela frente, fica já o nosso apelo e alerta para os deputados para que votem conosco”, afirmou o presidente da Amapergs, Flávio Berneira.

Durante o café, a Direção Central do CPERS e os representantes das entidades presentes fizeram rodadas de conversas com os deputados ressaltando o importante apoio para que o PL 206 não seja aprovado.

Na última terça-feira, dia 08, o Movimento Unificado reuniu-se com os deputados da bancada do PDT, para pedir o voto contrário ou a retirada do Projeto de Lei Complementar 206/2015. Os deputados comprometeram-se a analisar de forma mais aprofundada o PLC 206 e votar com os servidores se o projeto proibir três itens: reajuste salarial, a não reposição de pessoal na saúde, educação e segurança e também o não pagamento da tabela de reajuste para a segurança.

Consequências do PLC 206:

Este projeto é considerado um dos mais ferrenhos ataques contra os direitos dos trabalhadores. Entenda porque:

-Congela os reajustes salariais;

-Não permite que sejam contratados ou nomeados novos funcionários;

-Representa a diminuição e a precarização dos serviços públicos, principalmente os mais necessários à população, ou seja, saúde, educação e segurança;

-Os próximos governos terão amparo para continuar a precarizar os serviços públicos oferecidos à população.

 

Fonte: CPERS/Sindicato