Central Única dos Trabalhadores

Sapateiros de Novo Hamburgo querem livre acesso ao banheiro e segurança 

9 julho, sexta-feira, 2021 às 8:27 am

Comentários    Print Friendly and PDF

NH protesta (2)

NH protesta (2)

Um ato de protesto contra a falta de livre acesso para ir ao banheiro na categoria e a insegurança na saída do trabalho noturno foi realizado na madrugada desta quinta-feira (8), em frente à fábrica da indústria de calçados Redeplast, em Novo Hamburgo (RS).   

A manifestação ocorreu na entrada dos trabalhadores e das trabalhadoras e foi promovida pelo Sindicato das Sapateiras e dos Sapateiros, com a participação da CUT-RS, da Federação Democrática dos Sapateiros do RS, de vários sindicatos da região e da deputada estadual Sofia Cavedon (PT).

Segurança na saída do trabalho noturno

A empresa mudou na última segunda-feira (5) o turno da noite de quem trabalha no setor de máquinas injetoras para reduzir o pagamento do adicional noturno. O horário de saída foi antecipado, passando das 7h para a 1h03, mas sem garantir transporte para levar os funcionários até suas casas. 

Os patrões alegam que já fornecem vale-transporte, mas deviam saber que não existe ônibus circulando depois da meia-noite na capital do calçado e, assim, expõem os sapateiros e as sapateiras ao risco de assaltos e estupros. 

“Apesar do desemprego, vários trabalhadores pediram demissão porque rejeitam esse novo horário, pois não tem ônibus e falta segurança pública nas ruas”, afirma a diretora do Sindicato e da CUT-RS, Jaqueline Erthal. 

Ela reclama que “a mudança de horário foi implantada sem qualquer diálogo com o sindicato, mostrando o descaso da empresa com a segurança e a vida de quem produz os seus resultados”. 

Jaque no discurso (2)

Livre acesso ao uso do banheiro

Além de fazer um apelo para que a Redeplast negocie horários seguros, Jaqueline cobrou o livre acesso ao uso dos banheiros, lembrando o acordo coletivo assinado no dia anterior com a fábrica de calçados Zenglein. “O que aconteceu com a jovem trabalhadora e gestante, que foi impedida de ir ao banheiro e urinou nas calças, não foi um caso isolado na categoria”, disse.

Com data-base em 1º de agosto, o presidente da Federação, João Batista Xavier, salientou que na campanha salarial, que já está começando, será pautada a reposição da inflação pelo INPC do período, aumento real, manutenção dos direitos e melhores condições de trabalho, como o livre acesso ao uso dos banheiros. 

“O acordo com a Zenglein abriu um importante precedente e vamos pressionar os patrões para colocar essa conquista na convenção coletiva da categoria, a fim de que nenhum sapateiro e nenhuma sapateira passem por esse constrangimento desumano e vergonhoso”, disse Batista. 

A deputada Sofia Cavedon destacou que a situação do trabalho nas indústrias de calçados será tema de audiência pública, a ser agendada pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. “Precisamos mudar essas práticas medievais em todas as fábricas”, afirmou.

Sofia e NH (2)

Sindicato é o braço forte da categoria

O diretor da CUT-RS, Marcelo Carlini, ressaltou que “a crise aumentou ainda mais a exploração, não só no ramo do calçado”. Ele citou “a recente condenação da DELL em R$ 10 milhões por assédio”. Segundo o dirigente sindical, “a reforma trabalhista só fez aumentar o sofrimento. De Novo Hamburgo às empresas de tecnologia, os patrões querem o mesmo: aumentar a superexploração”. 

Carlini, que também é diretor do Sintrajufe-RS, destacou que “o sindicato é o braço forte da categoria, a voz ativa dos que são amordaçados nas esteiras de produção. Foi essa força que os patrões sentiram, foi essa voz que se ergueu na denúncia contra o que aconteceu na Zenglein. Por isso, estamos aqui presentes e somos parceiros nesta luta”.

Ato NH1

Leia mais

Após pressão sindical, trabalhadores da Zenglein conquistam acordo que garante livre acesso ao banheiro

Após trabalhadora urinar nas calças, Calçados Zenglein suspende produção por três dias 

Jornal NH – Cláudio Brito: Constrangimento medieval

Impedida de ir ao banheiro, trabalhadora urina nas calças em Novo Hamburgo

Assista à reportagem do Seu Jornal da TVT

 

Fonte: CUT-RS

Comentários

  1. what to write about in a college essay https://online2casino.com/