Central Única de Trabalhadores do Estado do Rio Grande do Sul

Presidente da ANP confirma participação no Fórum Social Palestina Livre

18 outubro, quinta-feira, 2012 às 4:15 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

abumazen

Em reunião com o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, Abu Mazen destaca importância “estratégica” do evento.

O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Abu Mazen, confirmou na tarde de quinta-feira, 18, a sua participação no Fórum Social Palestina Livre convocado para Porto Alegre-RS, nos dias 28,29 e 30 de novembro e 1º de dezembro.

Em reunião com o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, o líder palestino disse que só não estará presente na capital gaúcha caso a data coincida com a votação na ONU (Organização das Nações Unidas) da entrada do seu país como “Estado observador”. “A realização do Fórum Social Palestino ajudará em muito a mobilização pelo reconhecimento do nosso país como Estado observador. Os ecos da sociedade brasileira e internacional soarão na ONU”, declarou Abu Mazen, se dizendo “muito impressionado” com o esforço da Central Única dos Trabalhadores do Brasil, dos movimentos sociais e das autoridades federais, estaduais e municipais, em prol da soberania do povo palestino.

“O presidente ficou encantado com a iniciativa e a dimensão da mobilização. Para ele, são ações que terão muita repercussão e representam, desde já, uma nova fase da solidariedade internacional”, declarou Claudir. Ao lado da assessora da Secretaria de Relações Internacionais da CUT, Clair Rupertt, Claudir visitou várias cidades da região e cumpriu uma extensa agenda junto às centrais sindicais PGFTU – filiada à Confederação Sindical Internacional (CSI) – e CGFW – filiada à Federação Sindical Mundial (FSM) -, Federação dos Novos Sindicatos, Ministério das Relações Exteriores, secretaria de organização do Fórum Social Mundial, a organização Stop the Wall e a grupos de juventude palestinos.

Conforme o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Al Zeben, que acompanhou a delegação cutista, o Fórum Social Palestino é desde já um êxito. “O FSPL dá continuidade a uma tradição de solidariedade do povo brasileiro, das suas entidades e de seus últimos governos, que têm defendido uma luta justa pela paz e pela soberania, pela independência e segurança de todos os países”, destacou.

Para o secretário de Relações Internacionais da CUT, João Antonio Felício, “o momento é de ampliar a mobilização em prol de uma luta que sintetiza os ideais mais nobres da Humanidade, revertendo uma injustiça histórica”. “É inaceitável a continuidade da política de terrorismo de Estado praticada por Israel contra os palestinos, que lhes rouba suas terras e sua água, seus empregos, sua segurança e sua soberania. Em Porto Alegre, milhares de ativistas de todo o mundo estarão dizendo um basta à política de segregação e um sim ao congraçamento, aos direitos de todos os povos do mundo à sua autodeterminação, à sua felicidade, ao seu desenvolvimento livre e independente de quem quer que seja”, acrescentou João Felício.

Por: Leonardo Wexell Severo