Central Única de Trabalhadores

Sobre reformas neoliberais e mentiras dos golpistas – João Felício

3 agosto, quarta-feira, 2016 às 9:21 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Felício

João Felício

Em recente viagem a Pequim, onde participava do G-20, a secretária-geral da Confederação Sindical Internacional (CSI), Sharan Burrow, se encontrou rapidamente com o ministro interino do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Na oportunidade, cobrado pela sindicalista sobre a reforma que retira direitos, o ministro alegou que as mudanças propostas pelo governo de Michel Temer não visavam a supressão de benefícios adquiridos, mas acréscimos. Eram, portanto, melhorias as que estavam a caminho.

No entanto, sabemos da disposição dos golpistas de fazer estalar o chicote da classe empresarial sobre as costas dos trabalhadores. Com os abusos e absurdos elencados na cartilha patronal, a mentira do ministro foi rapidamente desmascarada e ganhou projeção mundial.

Nunca ouvimos falar que governo neoliberal algum tenha realizado reformas em prol dos trabalhadores. O caso brasileiro não é exceção. Todos sabemos quais são os projetos que já estão em tramitação no Congresso Nacional. Entre as propostas indecentes, a de fazer valer o negociado sobre o legislado, enterrando as conquistas históricas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e ampliar a terceirização – e consequentemente a precarização. Tais medidas, respaldadas pelos grandes conglomerados privados de comunicação, indicam o que as tais reformas trabalhista e previdenciária – com aumento da idade mínima e outras perversidades – efetivamente representam: a negação de qualquer projeto de desenvolvimento com justiça social.

Felizmente, ainda que da pior forma, a população vai se dando conta do real objetivo do golpe. Quanto antes nos somarmos, mais rapidamente poderemos derrotar o impostor e mentiroso.

 

 

João Antonio Felicio é presidente da Confederação Sindical Internacional (CSI)

 

 

Fonte: CUT Nacional