Central Única de Trabalhadores

Resistência e solidariedade em defesa da democracia – Carmen Foro

15 abril, sexta-feira, 2016 às 4:59 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Carmen Foro

Carmen Foro

Desde a última eleição na qual a presidenta Dilma Rousseff foi reeleita, em 2014, nós, da CUT, outras centrais, movimentos sociais e populares não saímos das ruas deste país, juntos em mobilizações contra qualquer golpe que sacrifique a Democracia. A solidariedade e a resistência se evidenciaram.

Essas palavras se cruzam nessa incrível batalha que vem sendo travada pelo povo brasileiro contra os interesses de uma elite que, na contramão da história, torce pelo retrocesso e a perda de direitos sociais e individuais tão preciosos para todos nós.

A resistência que nos mantém firmes, lutando, enfrentando, caindo e levantando em seguida e a solidariedade que nos mantém unidos, nos alimenta, nos protege e nos faz renascer a cada dia a esperança por dias melhores, pela garantia do respeito às nossas diversidades e toda nossa riqueza, que não podemos entregar nas mãos de alguns que somente se preocupam com seus interesses mesquinhos e de poder.

O Acampamento Nacional em Defesa da Democracia, que acontece no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, é um grande fato que comprova, além da resistência, a solidariedade.

Famílias inteiras deixaram o conforto de suas cidades e de suas casas para acampar em Brasília para mostrar que #GolpeNãoPassa.

Várias pessoas vieram somente contando com essa garra e a fé de que somente com a nossa luta venceremos.

Desde o primeiro dia, 10 de Abril, as pessoas se preocupam em vir ao local do acampamento e ajudar no que podem.

Até o momento já existem dezesseis cozinhas instaladas no acampamento e as doações de alimentos, água dentre outras coisas, também não param de chegar. Mesmo quem está distante, tem colaborado como pode, por meio de doações das mais diversas.

Na medida em que aumenta o sentimento de resistência ao golpe de Estado em curso no Brasil, aumenta a solidariedade com os acampados e as acampadas e nos fortalece cada vez mais como uma grande “corrente do bem”.

É fundamental defender nossa democracia, conquistada a tão duras penas.

Sem dúvidas esse momento marcará para sempre a história do Brasil, pois com a solidariedade de mãos dadas com o sentimento democrático e participativo, enfrentando grupos e interesses apoiados pela Fiesp, Rede Globo e outros poderosos, que sempre dominaram nossa sociedade e não admitem perder seus privilégios.

A história sempre mostra que quando a classe trabalhadora se une e luta pode acontecer o inimaginável, pois não se trata apenas de uma batalha pela permanência ou não de uma presidenta. Essa luta é muito maior.

Os interesses que estão em jogo são claros e antagônicos. Aqueles que defendem um golpe de estado, mesmo que consigam alguma vitória nessa empreitada, ficarão marcados para sempre como covardes golpistas traidores da Nação.

Sinto-me cada vez mais encorajada para seguir na luta ao ver chegar cada vez mais gente vinda à Brasília, e também ocupando as ruas das cidades desse imenso país para ajudar de alguma forma a construir mais um capítulo tão importante da história pela construção democrática em nosso país.

Diga não ao Golpe. Vem pra Democracia. Brasil Contra o Golpe!

 

Carmen Foro é vice-presidenta nacional da CUT

 

Fonte: CUT Nacional