Central Única dos Trabalhadores

Profissionais de saúde precisam estar saudáveis – Cláudia Franco

5 setembro, sábado, 2020 às 12:43 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Claudia Franco1

Claudia Franco1

Sul21 – O Rio Grande do Sul é o estado da região com maior número de casos registrados de Covid-19 entre trabalhadores(as) da enfermagem (3.071), conforme dados do Observatório da Enfermagem do Cofen. O RS também é o segundo em número de óbitos na região Sul, com a perda das vidas de 10 colegas.

A alternativa mais viável para frear esses números é a testagem em larga escala e o afastamento imediato de grupos de risco e casos suspeitos, como tem defendido o SERGS, desde o princípio da pandemia. Não basta oferecer EPIs. É preciso ter um panorama real de quantos infectados há em cada instituição para tomar as medidas necessárias e evitar surtos.

A subnotificação é perigosa e põe em risco o próprio funcionamento dos hospitais e o atendimento da população. Os(as) trabalhadores(as) da enfermagem e de todas as áreas que estão na linha de frente do Covid circulam em diferentes áreas do hospital, usam transporte coletivo, levam o vírus para suas famílias e comunidades. E ainda atendem os pacientes e acompanhantes, sem saber que podem estar contaminando.

Os grandes grupos hospitalares se esquivam de testar para não ter de enfrentar essa realidade. Preferem maquiar a realidade a enfrentarem de frente o problema.

Setembro começou com uma perigosa flexibilização em vários setores da economia no RS, por conta da bandeira laranja. Uma nova onda de casos poderá vir mais adiante e, novamente, o sistema não terá como suportar a demanda. E se os profissionais estiverem doentes não adianta ter respiradores.

Essa é uma semana decisiva nas mediações para garantir a testagem dos profissionais dos grandes hospitais, mas precisamos da sensibilidade dos gestores das instituições e do judiciário.

Profissionais da saúde são seres humanos e, como tal, também estão vulneráveis ao vírus. Mas garantir que continuemos a cuidar das vidas dos gaúchos, também precisamos de cuidado e atenção.

 

 

Cláudia Franco é presidenta do Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul (SERGS)

 

 

Fonte: Sul21