Central Única de Trabalhadores

Atraso recorde no pagamento é a grande “inovação” da gestão de Eduardo Leite – Diva Costa

5 agosto, segunda-feira, 2019 às 11:47 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Diva destaque1 (3)

Diva destaque

O calendário de pagamento dos salários do mês de julho, apresentado ontem pelo governo do estado, repetindo o modelo do mês anterior, vem confirmar mais uma vez o total desrespeito e descaso que o governador Eduardo Leite (PSDB) tem para com os servidores(as) e com a população que é atendida pelos mesmos.

A totalidade do funcionalismo público está sendo duramente atacada com o atropelamento/junção das folhas de pagamento. No entanto, aqueles(as) que recebem os menores salários, até R$ 2.500,00, são os mais penalizados, pois eles(as) não tem mais onde buscar ajuda financeira. 

Fica cada vez mais clara a falta de disposição e de vontade política do executivo em buscar soluções para amenizar a crise financeira que vive o nosso estado. 

O governador trabalha somente com três formas para enfrentar o problema: 1) retirar direitos previdenciários e das carreiras dos trabalhadores do serviço público; 2) privatizar as estatais e as prestações de serviços; 3) aderir ao Regime de Recuperação Fiscal com exigências unilaterais impostas pela União.

São velhas práticas e políticas ultrapassadas que nunca trouxeram resultados positivos e que, nem mesmo, geraram o crescimento esperado para o estado. Estado este que é responsável pelos serviços públicos que garantam os direitos sociais previstos na constituição, como: saúde, educação, moradia, alimentação e trabalho. Não há serviço público sem servidores(as) públicos(as). Todos estes descasos só comprovam que, de fato, o “Leite já veio Azedo”!

Quando o governador vai enfrentar os sonegadores e as isenções fiscais? Quando vai exigir a revisão da Lei Kandir e deixar de insistir em renegociar com a união uma suposta dívida?

Quando que o governador vai apresentar alguma proposta verdadeira de crescimento econômico para o nosso estado com geração de emprego e renda? 

Até quando vamos continuar caindo “no conto do vigário”? Até quando vamos continuar nos enganando e aceitando sempre as mesmas desculpas dadas por estes governadores? Até quando vamos aceitar que nos culpem por todos os males do RS?

É preciso reagir!

É preciso mostrar para o Eduardo Leite que não nos calaremos e exigimos respeito, dignidade, salários em dia e reajustados.

Dia 13/8, a partir das 13 horas, todos na Praça da Matriz botando a boca no trombone!

Servidor(a) público(a) sempre na luta!

 

Diva Luciana da Costa é presidenta do Sindsepe/RS

 

Fonte: Brasil de Fato