Central Única dos Trabalhadores

Mulheres da CUT-RS divulgam programação unitária de 8 de Março em Porto Alegre

1 março, sexta-feira, 2019 às 7:55 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Reforma é violência contra mulheres

Reforma é violência contra mulheres

Já está definida a programação da jornada de 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, em Porto Alegre. As atividades, que foram construídas com a participação de dezenas de mulheres do campo e da cidade, acontecerão ao longo do dia no Largo Glênio Peres e, no final da tarde, na Esquina Democrática, sob o mote “Pela vida das mulheres trabalhadoras”.

Segundo a diretora de Administração e Finanças da CUT-RS, Vitalina Gonçalves, a Vita, a mobilização das mulheres começará ao amanhecer no Largo Glênio Peres, com a instalação de um lonão, onde haverá painéis e debates. Também será instalada uma feira, além de barracas de vários sindicatos, onde haverá atendimento gratuito de advogadas sobre violência doméstica e aposentadoria, visando conscientizar as mulheres acerca de seus direitos e suas conquistas. Uma rádio ao vivo transmitirá informações úteis para as mulheres.

Vitalina com a cuia

“Vamos passar o dia inteiro dialogando com as mulheres e a população, chamando a atenção para as principais lutas que travamos, como o enfrentamento à reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que representa o fim do direito à aposentadoria”, destaca.

“Mais uma vez, as mulheres serão as principais vítimas da reforma de Bolsonaro, pois acaba com o tempo de contribuição e institui uma idade mínima para se aposentar, sem levar em conta a realidade da mulher brasileira, que trabalha, cuida da casa e cria os filhos, muitas vezes sozinha e ainda por cima recebe menos do que o homem para desempenhar a mesma função”, critica Vita.

A secretária de Mulheres da CUT-RS, Ísis Marques, ressalta que a violência, como o feminicídio, está matando, mutilando e assustando cada vez mais as mulheres. “A sociedade não pode continuar sendo machista, misógina e homofóbica”, salienta ao defender “o respeito à diversidade e aos direitos reprodutivos, bem como o fim da cultura do assédio sexual e do estupro”. 

Isis

“Temos que empoderar as mulheres na luta em defesa dos seus direitos. Além disso, precisamos levantar a voz em defesa das empresas estatais e do serviço público, diante das políticas de estado mínimo dos governos Bolsonaro e Eduardo Leite”, enfatiza.

“A retomada da política de privatizações e o congelamento de investimentos em saúde e educação põem em risco o patrimônio do povo e o Sistema Único de Saúde (SUS), responsável por garantir atendimento médico gratuito a milhares de mulheres todos os dias. É a vida das mulheres que está ameaçada com o destruição do estado de bem-estar social”, conclui Ísis.

Transmissão ao vivo

A CUT-RS promoverá uma transmissão especial ao vivo pelo Facebook, em parceria com a Rede Soberania, na próxima quarta-feira (6), das 12h às 13h, para mostrar a importância da luta das mulheres e divulgar a programação de 8 de Março. Assista!

Live - mulheres

Confira a programação em Porto Alegre!

LOCAL: Largo Glênio Peres (em frente ao Mercado Público)

6h – Instalação de lonão

7h30 – Feira Orgânica da Reforma Agrária

8h – Café da manhã

10h - Painel:  Feminicídio, Violência contra as mulheres e Direitos Reprodutivos

- Dra. Liliane Braga Luz de Oliveira: Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública

- Misiara de Oliveira, secretária de Mulheres do PT-RS

- Renata Jardim, advogada e assessora institucional da Themis

- Dra. Camila Giugliani, médica de família e integrante do Fórum Aborto Legal e do Grupo Musas

12h30 – Painel: Reforma da Previdência: impactos na vida das mulheres trabalhadoras do campo e da cidade

- Deputada federal Maria do Rosário (PT-RS)

- Deputada federal Fernanda Melchionna (Psol-RS)

- Bernadete Menezes, diretora da ASSUFRGS

-  Abigail Pereira, dirigente do PCdoB-RS

14h30 – Apresentação de Roberta Moura

15h Painel: Soberania Alimentar e Defesa dos Territórios

- Mãe Carmen de Oxalá, de Guaíba

- Cibele Kuss, pastora luterana da IECLB 

- Suelen Gonçalves, integrante do MNLM e da Frente Brasil Popular

16h – Livraço

- Deputada estadual Sofia Cavedon (PT-RS)

LOCAL: Esquina Democrática

17h30 – Ato Pela Vida das Mulheres Trabalhadoras

Jornada das mulheres

 

Fonte: CUT-RS