Central Única de Trabalhadores

Mulheres da Bahia são detidas dentro do voo em Brasília após chamarem deputados de “golpistas”

11 maio, quarta-feira, 2016 às 12:19 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Baianas1

Baianas1

No Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, 73 mulheres que viajavam para a 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres (4ª CNPM), que ocorrerá de 10 a 12 de maio, foram detidas por cerca de uma hora por terem chamado dois deputados que embarcavam com elas de “golpistas” e “vocês não nos representam”.

As participantes viajavam de Salvador para a capital federal, em um avião da companhia aérea TAM. Elas foram acusadas de ofender a deputada federal Eronildes Vasconcelos Carvalho (PRB-BA), conhecida como tia Eron, e o deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB). As mulheres ficaram presas no avião, por determinação do comandante do voo, até que a Polícia Federal chegasse para levá-las a depor dentro do aeroporto.

A militante Caroline Moraes estava no voo e explica que a manifestação ocorreu de forma pacífica. “Não aceitamos o tipo de atitude que tiveram conosco. Também prestamos uma queixa contra esta atitude machista e coercitiva que aplicaram na gente. Ficamos sabendo que foram os deputados e o próprio comandante da aeronave que pediu para a Polícia Federal ir até lá”, relatou.

Também no avião, a presidenta da Associação das Donas de Casa da Bahia, Marinelma Macedo, relata que não houve nenhuma manifestação violenta. “Eles se ofenderam com as palavras de ordem ao expressarmos o que pensamos. Só isso”, disse.

Depois da intervenção de deputadas do Partido dos Trabalhadores e de serem atendidas por advogados do Ministério da Justiça, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência e do PT, que foram até o local, elas foram soltas.

Ao chegaram na 4ª Conferência, pouco antes do pronunciamento oficial da presidenta da República, Dilma Rousseff, foram calorosamente aplaudidas.

 

Fonte: CUT Nacional