Central Única dos Trabalhadores

Mamografias podem ser realizadas sem custos pelo IPE Saúde em outubro

8 outubro, quinta-feira, 2020 às 5:49 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Outubro rosa1

Outubro rosa1

Seguradas do IPE Saúde terão isenção na coparticipação do exame preventivo de mamografia em qualquer clínica de imagem credenciada no período de 15 a 31 de outubro. A campanha é destinada a pessoas com idade entre 40 e 75 anos.

Para realizar o exame basta procurar os serviços da rede IPE Saúde com a devida requisição feita por um médico credenciado, a isenção é garantida automaticamente.

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer, no Rio Grande do Sul, 5.210 novos casos da doença devem ser registrados até o fim deste ano. Porto Alegre é a capital brasileira com maior incidência, com 147 a cada 100 mil. A descoberta prévia da doença tem um papel fundamental na redução do problema, visto que a identificação em exame precoce indica chances de 95% de cura.

A adesão a exames preventivos tem sido um desafio: há redução média de 1% ao ano na realização do exame de mamografia. Com a pandemia da Covid-19, esta realidade se agravou: comparado ao ano de 2019, a queda na procura do serviço chegou a 36%.

Conforme levantamento realizado pelo IPE Saúde, de 2017 a 2019, houve redução de 2.889 exames de mamografia. No mesmo período, se observou crescimento de 4.595 casos de câncer de mama entre as usuárias do sistema de assistência estadual. Os dados enfatizam a importância da ação.

O câncer de mama é responsável por 5,8% de todas as despesas do sistema de assistência estadual. A prevenção por meio de exames de mamografia custou ao instituto, no ano passado, R$ 9,6 milhões.

De acordo com o presidente do instituto, Marcus Vinícius Vieira de Almeida, a iniciativa, além de salvar vidas, afiança a manutenção do sistema de saúde, que ano após ano tem sido fortemente impactada pela doença. Somente em 2019, o IPE Saúde investiu cerca de R$ 140 milhões em tratamentos, crescimento de 19,65% se comparado a 2018.

 

Fonte: CPERS Sindicato