Central Única dos Trabalhadores

Liminar do CPERS segue valendo e Justiça determina prazo de 24 horas para governo Leite apresentar proposta

27 outubro, terça-feira, 2020 às 10:35 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Escolas fechadas7

Escolas fechadas7

Em audiência de conciliação nesta terça-feira (27) a respeito da liminar conquistada pelo CPERS, a Justiça determinou prazo de 24 horas para a Secretaria da Educação apresentar uma proposta.

Assim que for oficiado, o Sindicato solicitará um prazo para responder se os termos são aceitáveis ou não.

Na oportunidade, a direção do CPERS informou o juiz Cristiano Vilhalba Flores que o Estado está descumprindo a ordem judicial, mantendo escolas em funcionamento sem vistoria ou laudo de agentes técnicos externos.

De acordo com a secretária-adjunta Ivana Flores, 67 escolas em todo o Rio Grande do Sul estão realizando aulas presenciais no momento. O número equivale a 2,5% da rede, o que evidencia o despreparo e a falta de condições para uma retomada segura.

O CPERS reafirma que a liminar continua valendo, uma vez que o recurso do Estado não obteve qualquer efeito suspensivo. Portanto, qualquer escola com estudantes em sala de aula e sem laudo externo está, hoje, descumprindo a ordem judicial e sujeita a penalidades por desobediência.

>> Confira a íntegra da liminar aqui 

 

 

Fonte: CPERS Sindicato