Central Única de Trabalhadores

ICV do Dieese sobe 0,43% em janeiro e acumula 3,35% nos últimos 12 meses

8 fevereiro, sexta-feira, 2019 às 9:30 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Cesta básica

Cesta básica

RBA - No primeiro mês do ano, a inflação no município de São Paulo variou 0,43%, acumulando 3,35% em 12 meses, segundo o Índice do Custo de Vida (ICV) calculado pelo Dieese. Alimentos e mensalidades escolares, principalmente, pressionaram o ICV, que subiu mais para famílias de menor renda, concentradas no primeiro estrato (0,58%), do que no intermediário (0,54%) e no último (0,35%). Isso se repetiu na inflação anual: 3,86%, 3,52% e 3,13%.

De acordo com o Dieese, três grupos foram responsáveis por praticamente todo o resultado de janeiro: Educação e Leitura (alta de 2,03%), Alimentação (0,78%) e Transporte (0,19%). Somados, responderam por 0,45 ponto percentual.

Na área da educação, o instituto apurou aumento nas mensalidades escolares, algo habitual para o período, com reajustes no ensino infantil (5,39%), no primeiro ano do ensino fundamental (5,93%), do segundo ao quinto ano do ensino fundamental (5,01%), do sexto ao nono ano do ensino fundamental (4,58%) e no ensino médio (4,62%). A exceção foi o ensino superior (-0,94%).

Em alimentação, cujo grupo responde por mais de 30% na composição do ICV, os produtos in natura e semielaborados subiram 1,26%, os itens da indústria tiveram aumento de 0,41% e a alimentação fora do domicílio, 0,38%. 

Os aumentos foram generalizados entre os diversos produtos: beterraba (19,29%), cebola (9,26%), mandioquinha (8,55%), batata (7,62%), repolho (11,48%), agrião (9,89%), couve-flor (9,81%), couve (9,69%), alface (9%), feijão (28,51%), carne bovina (0,74%), abacaxi (25,35%), manga (13,24%), mamão (6,60%), chuchu (29,28%) e pepino (12,17%). Entre as quedas, arroz (-0,85%), carne suína (-0,21%) e tomate (-21,22%). No caso de itens industrializados, destaque para salsicha (2,29%), chocolate (1,93%), café em pó (1,07%) e pão francês (0,54%).

No grupo Transporte, a pesquisa registrou reajustes de tarifas dos ônibus municipal (7,50%) e intermunicipal (2,59%), além do metrô (6,35%). Parte dos aumentos deve se refletir ainda no resultado deste mês. Caíram os preços médios de gasolina (-3,26%), álcool (-2,04%) e diesel (-1,82%).

 

 

Fonte: Rede Brasil Atual (RBA)