Central Única de Trabalhadores

Golpe de 2016 – como votaram os parlamentares gaúchos

6 setembro, quinta-feira, 2018 às 4:57 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Não ao golpe

Não ao golpe

Mesmo sem crime de responsabilidade, o então presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acolheu em 2 de dezembro de 2015 uma denúncia contra a presidenta Dilma Rousseff, feita pelos advogados Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal e pelo procurador de Justiça aposentado Hélio Bicudo.

Após uma forte campanha de ataques da Globo e da mídia empresarial, a Câmara autorizou a abertura do processo de impeachment em pleno domingo, em 17 de abril de 2016, por 367 votos favoráveis e 137 contrários. Na bancada gaúcha teve 22 votos a favor, oito contra e uma abstenção.

A votação do golpe parlamentar, jurídico e midiático no Senado ocorreu em 31 de agosto de 2016, com 61 votos a favor e 21 contra. Na bancada gaúcha teve dois votos favoráveis e um contrário.

Com o resultado, a presidenta reeleita com 54 milhões de votos perdeu o mandato. No entanto, o Senado manteve os direitos políticos de Dilma, com 42 votos favoráveis, 36 contrários e 3 abstenções.

Confira os votos dos deputados gaúchos!

A favor do golpe

Osmar TerraStédileHeitor Schuch Busato

  NogueiraoJoão Derly

Contra o golpe

 

Confira os votos dos senadores gaúchos

A favor do golpe

Contra o golpe

 

 

Fonte: CUT-RS e Simpro-RS