Central Única de Trabalhadores

Frente política para derrotar bolsonarismo promove ato nesta segunda em Porto Alegre

25 agosto, domingo, 2019 às 9:32 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Gleisi e Manu (2)

Gleisi e Manu

A “Frente Política para derrotar o bolsonarismo começa nas cidades” promove um ato nesta segunda-feira (26), às 18h30, no Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. A iniciativa é do jornal Brasil de Fato RS e da Rede Soberania.

O evento tem as presenças confirmadas da deputada federal e  presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, da ex-candidata a vice-presidente da República (PCdo B), Manuela D'Ávila, e de lideranças do PSB, PDT e PSOL.

Também garantiram presença lideranças de centrais sindicais, movimentos sociais e populares, além de representantes de diversas frentes que têm sofrido constantes ataques do governo Bolsonaro.

Conforme editorial do Brasil de Fato RS, “o bolsonarismo está destruindo os sistemas que dão sustentação ao atendimento da população nos municípios do Brasil. Congelamentos, corte de recursos, desestruturação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e do Sistema Único de Saúde (SUS), e o já anunciado fim do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB), entre outros, já levam boa parte das prefeituras a reduzirem o atendimento das populações que mais precisam”.

“Isso, num período onde a liquidação dos direitos dos trabalhadores embutidos nas reformas trabalhista e previdenciária, associadas à maior desindustrialização da história do Brasil, tem feito e fará crescer ainda mais a pobreza e a miséria do povo brasileiro”, salienta o Brasil de Fato RS..

Além disso, “setores como a cultura, o meio ambiente, a educação têm sofrido constantes ataques por parte do atual governo, beirando a destruição de todas as políticas implementadas sob muita luta pela sociedade brasileira. Grupos como indígenas, mulheres, negros, população LGBTI, camponeses e trabalhadores das periferias são tratados como inimigos pelo bolsonarismo e seu projeto de nação. Políticas públicas viram pó e a Soberania Nacional é posta em xeque com a venda do patrimônio brasileiro e a subserviência total às políticas de Trump, enquanto avança a violência e a beligerância na sociedade, fomentada pelos discursos do presidente e de seus sequazes”, salienta o editorial.

“A Rede Soberania e o jornal Brasil de Fato RS têm convicção de que só a mais ampla unidade programática dos que defendem a soberania e a democracia pode impedir que o mal avance ainda mais. Para isso, é necessário um Programa Mínimo que unifique as forças progressistas, para muito além das eleições municipais que acontecerão em 2020. A construção do programa vai além das eleições, independe do número de candidatos que o expressem, embora seja salutar que tal unidade programática também tenha expressão simbólica no pleito eleitoral do ano que vem”, enfatiza.

“Afinal de contas, qual é o papel dos partidos políticos nesse processo? Qual o papel dos sindicatos? E qual o papel das organizações? Para refletir sobre esses temas e articular as forças políticas e sociais necessárias para combater o bolsonarismo nas cidades, o Brasil de Fato RS e a Rede Soberania promovem esse espaço de debates”, conclui o editorial.

Clique aqui e confirme sua presença no evento!

A atividade será transmitida ao vivo pelas páginas do Brasil de Fato RS e pela Rede Soberania

 

Fonte: CUT-RS com  Brasil de Fato RS