Central Única de Trabalhadores

Fetrafi-RS questiona salários de até R$ 100 mil aos indicados para diretores do Banrisul

10 maio, sexta-feira, 2019 às 4:11 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Banrisul prédio1

Banrisul prédio1

A Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi-RS) encaminhou, no último dia 15 de abril, uma carta ao governador Eduardo Leite (PSDB) e ao secretário estadual da Fazenda, Marco Aurélio Cardoso, solicitando esclarecimentos sobre a informação veiculada na imprensa gaúcha, dando conta de um aumento salarial de 100% para os indicados para dirigentes do Banrisul, enquanto os trabalhadores e trabalhadoras do banco receberam 5% de reajuste em setembro de 2018.

Na última terça-feira, dia 7 de maio, na sessão plenária da Assembleia Legislativa, a votação para aprovar a contratação de Cláudio Coutinho para a presidência do Banrisul e de outros cinco nomes para compor a diretoria do banco foi adiada.

O motivo foi a retirada de quórum, mas durante a sessão o deputado Luiz Fernando Mainardi (PT) e o deputado Sebastião Melo (MDB) questionaram os salários que seriam oferecidos aos futuros dirigentes do banco e que passariam de cerca de R$ 45 mil para R$ 90 mil. Já o salário do presidente do banco passaria para R$ 100 mil.

Mainardi questionou também que parte dos profissionais indicados por Leite são privatistas, o que vai contra os interesses da sociedade gaúcha e do próprio Banrisul. 

Como até esta sexta-feira, dia 10 de maio, a Fetrafi-RS não recebeu resposta do governo do Estado, a entidade decidiu enviar e-mail a todos os deputados estaduais, reafirmando sua posição contrária ao pagamento de valores tão altos diante da realidade econômica do Estado.

Clique aqui para ver a correspondência encaminhada ao governador do Estado:

Saiba mais

Deputados retiram quórum e evitam aprovação de projeto que indica novos diretores do Banrisul 

 

 

Fonte: CUT-RS com Fetrafi-RS