Central Única dos Trabalhadores

Enquanto trava negociações, Banrisul concede reajuste de 14,6% para diretores em 2015

22 outubro, quinta-feira, 2015 às 7:13 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Banrisul protesto

Banrisul protesto

A diretoria do Banrisul está usando dois pesos e duas medidas quando o assunto é remunerar diretores executivos e a maior parte dos banrisulenses. Para os primeiros, aumento real bem acima da inflação. Para os banrisulenses que trabalham nas agências, como ONs, plataformistas, analistas, técnicos de TI, escriturários e outras funções, e que não fazem parte da cúpula do banco, enrolação nas mesas de negociação e promessas de seguir a Fenaban. O Banrisul informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que a remuneração dos diretores do banco alcançaria o percentual de 14,6% neste ano.

O problema de oferecer este percentual é que as três propostas da Fenaban, feitas até quarta-feira (21), não tinham aumento real. E o aumento para os executivos do Banrisuel tem aumento real de 4,72% em relação à inflação dos últimos 12 meses, que foi de 9,88%, segundo o INPC. Se levarmos em consideração os seis maiores bancos, o percentual de reajuste de diretores do Banrisul só é menor do que o do Itaú.

O levantamento foi feito pelo Portal iG a partir das informações que as instituições financeiras prestaram ao mercado e ao CVM, e compara as previsões de remuneração fixa – salário ou pró-labore, benefícios diretos e indiretos participação em comitês e outros valores fixos, em que algumas instituições incluem o INSS patronal, de 22,5% – para 2014 e 2015.

A discriminação com os funcionários levou os bancários em greve a entrar na Agência Central do Banrisul na tarde desta quinta-feira (22), após o final da assembleia organizativa da categoria, para fazer um protesto, chamar os colegas que não aderiram à paralisação e cobrar a retomada das negociações específicas com a direção do banco.

“Os representantes da diretoria do Banrisul foram às três mesas até agora dizer que vão garantir a Fenaban para a grande maioria dos Banrisulenses. Dar um aumento acima da inflação para diretores enquanto o governo do Estado passa o tempo todo falando em crise é uma provocação. O discurso de crise do Banrisul na mesa de negociação é seletivo. Só tem crise para a maioria dos Banrisulenses. Para os diretores tem aumento real e não há crise”, afirmou o secretário-geral do SindBancários e funcionário do Banrisul, Luciano Fetzner.

Banrisul 2210

Para o presidente do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre, Everton Gimenis, o aumento informado ao CVM para executivos mostra que o Banrisul tem boa saúde financeira e que pode atender às reivindicações específicas dos banrisulenses. “O governador do Estado e o presidente do Banrisul se encontraram com o alto escalão do Santander. O que eles tanto conversaram? Nós temos afirmações para fazer à diretoria do Banrisul. Na nossa greve, estamos lutando por melhores condições de trabalho e por valorização. O Banrisul é público, deve atender ao interesse público”, avaliou Gimenis.

O Banrisul está entre os cinco bancos públicos comerciais (há sete bancos públicos no Brasil) listados na BM&FBovespa que prestaram contas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).  A maioria dos públicos preveem aumentar a remuneração fixa de seus diretores executivos em 2015 acima da inflação.

Luciano1

O portal iG publicou duas reportagens sobre o tema e analisou o reajuste previsto aos diretores de bancos públicos e privados. Nos públicos, o maior reajuste é do Banco de Brasília (BRB), controlado pelo governo do Distrito Federal, que elevou em 80,8% as previsões, de R$ 577,8 mil para R$ 1,044 milhão por diretor – montantes que incluem o INSS patronal.

Somando os bancos privados e analisando dados de 25 bancos que prestaram informações, 20 projetam uma remuneração fixa média por diretor maior que em 2014 e, em 16 desses, o aumento é superior à inflação de 9,88%. A média de remuneração de executivos dos 27 bancos passa de R$ 1,1 milhão.

Banrisul22101

Outros bancos

Além do BRB (alta de 80,8%), o Banco da Amazônia prevê reajuste de 29,9% e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) espera aumentar o salário da diretoria em 26,2%. Depois, com aumentos menores de 20%, vêm o Banco de Sergipe (Banese), com alta de 16,3%, e o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), que estima uma elevação de 14,6%.

Segundo a reportagem do ig, em relação ao Banrisul: “vive um cenário inapropriado para elevação de salários, com o governo do Estado do Rio Grande Sul que não tem pagado os salários em dia dos servidores e o fato de o governador José Ivo Sartori (PMDB) ter de conviver com o bloqueio das contas do executivo estadual bloqueadas por inadimplência”.

Banco do Brasil

Os reajustes previstos pelo Banco do Brasil e do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) foram os mais comedidos para a diretoria. O primeiro prevê reajuste de 1,3%, ao passo que o segundo elevará 8,7%.

Lembrando que os bancos são serviços de concessão pública e devem, portanto, defender o interesse público. Os seis maiores bancos do país, incluindo o Banrisul, no primeiro semestre deste ano, lucraram 36,7 bilhões. Esse lucro líquido é 27,4% superior ao mesmo período do ano passado. Em um ano, o juro acumulado do cartão de crédito chegou a 400%. Em três anos, as tarifas bancárias aumentaram 169%.

Ademir no megafone

 

Fonte: SindBancários