Central Única de Trabalhadores

Enquanto Sartori parcela salários, arrecadação do ICMS do RS cresceu 5,09% em 2017, mais que o dobro da inflação

16 fevereiro, sexta-feira, 2018 às 4:13 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Sartori se queixa

Sartori e Cairoli

O governo Sartori parcela e arrocha salários dos servidores públicos, alegando, com o apoio da mídia amiga, que não tem dinheiro para pagar em dia. No entanto, os números das receitas do Estado revelaram um baita crescimento no ano passado, apesar da sonegação, renúncias e isenções fiscais.

Segundo estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), repetindo o resultado positivo observado em 2016, o ICMS, principal item da receita tributária do governo do Rio Grande do Sul, cresceu 5,09% em 2017, totalizando R$ 31,9 bilhões.

Isso representa um acréscimo de mais de R$ 1,5 bilhão sobre a arrecadação de 2016.

A inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para o ano 2017, foi de 2,07%. Portanto, conforme o Dieese, a arrecadação do ICMS ficou 2,9% acima da inflação.

O valor apurado superou também o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA )de 2017, que era de R$ 31,6 bilhões.

Já em janeiro de 2018, a arrecadação foi de R$ 3,1 bilhões, 6,9% acima do que foi arrecadado no mesmo mês de 2017, enquanto a inflação acumulada dos últimos 12 meses em janeiro de 2018 foi de 1,87%. De acordo com o Dieese, isso significa que a arrecadação já no primeiro mês deste ano foi 4,9% acima da inflação.

Na LOA 2018, consta a expectativa de arrecadar R$ 32,5 bilhões.

Clique aqui par acessar o estudo do Dieese.

 

 

Fonte: CUT-RS com Dieese