Central Única de Trabalhadores

“É preciso ter uma causa para se viver”, afirma Pepe Mujica após visitar Lula

21 junho, quinta-feira, 2018 às 6:53 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Pepe3

Pepe3

O ex-presidente do Uruguai José Pepe Mujica visitou nesta quinta-feira (21) a Vigília Lula Livre, antes de se dirigir a sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, visitar o ex-presidente Lula, mantido como preso político desde o dia 7 de abril.

Em breve discurso à militância, Mujica disse que veio visitar seu companheiro de luta. ”Adiante, companheiros, Lula somos todos. Todos os que têm problema na imensidão da América Latina, não se esqueçam”.

Ele disse que “é preciso continuar a luta, que a vitória não será nem hoje nem para as próximas gerações, mas que é preciso ter um sonho, uma causa para se viver”.

“Vale a pena dedicar uma parte da vida para servir à causa da igualdade na terra. Não se lamentem, companheiros. Não se pode viver sem uma causa. Avante”, disse Mujica aos acampados e às pessoas que passam o dia na Vigília Lula Livre apoiando o ex-presidente Lula.

Pepe4

Olhar para o futuro

Depois, já na saída da visita, Mujica disse que encontrou Lula bem, lendo muitos livros, mas preocupado com os rumos do Brasil e da América Latina. “Fazia tempo que não via o meu amigo Lula e vim reafirmar nossa amizade. Sou de um pequeno país, e Lula foi presidente de um país gigantesco e se comportou como um irmão mais velho em relação aos pequenos países da América Latina”, disse.

Para o ex-presidente uruguaio, o povo brasileiro deve olhar para o seu futuro, não perder a alegria e evitar confrontos. “Países colossais como o Brasil devem olhar 30 anos à frente e não se conformar com o hoje, o agora, senão perdermos o rumo”.

Pepe1

Mujica ainda pregou a unidade latino-americana, pois, segundo ele, o continente detém 10% da economia do mundo e, se o Brasil vai mal, outros da América Latina também vão mal.

“É preciso que os latinos tenham consciência, astúcia, grandeza e tenham fortes vínculos, para que possamos ainda existir. O mundo que vai nascer talvez eu não veja, pois estou com mais de 80 anos.”

Perguntado se conversou com Lula sobre futebol, Mujica brincou que é preciso melhorar.  “Vamos ver se melhoramos um pouco o futebol”, finalizou.

O ex-presidente do Uruguai ficou preso por 14 anos, metade desse período em uma solitária. Afirma ter saído da prisão sem ódio nem rancor. Mujica fez um mandato com larga aprovação em seu país e sempre atuou em defesa das causas sociais e de uma América Latina forte, igualitária e integrada.

 

 

Fonte: Rosely Rocha, especial para Portal CUT Nacional