Central Única dos Trabalhadores

Diretor da CUT-RS é empossado na nova coordenação do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre

10 janeiro, sexta-feira, 2020 às 2:36 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Conselho Municipal1 (3)

Conselho Municipal1 (3)

Com mandato de dois anos, foi empossada nesta quinta-feira (9) a nova coordenação do Conselho Municipal de Saúde de Porto Alegre, integrada pelo secretário de Saúde do Trabalhador da CUT-RS, Alfredo Gonçalves, e coordenada por Gilmar Campos.

A posse foi prestigiada pelo presidente do Conselho Estadual da Saúde e diretor nacional da CUT, Cláudio Augustin, e pelo presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto, o Peixe.

Segundo Alfredo, que também coordena o Fórum Sindical de Saúde do Trabalhador (FSST), “atravessamos um período crítico no atendimento à saúde básica da população, com retirada de direitos e falta de recursos para investimentos”. Ele explica que, além disso, o prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB), defensor ferrenho das chamadas “parcerias” com a iniciativa privada, vem atuando para terceirizar a gestão da saúde na Capital.

Conselho Municipal (2)

Em outubro, após meses de batalha judicial, os prontos atendimentos Bom Jesus e Lomba do Pinheiro passaram a ser geridos por uma organização social sem fins lucrativos. Marchezan quer repassar a empresas privadas a administração de outras unidades de saúde da Capital. O prefeito já manifestou a intenção de compartilhar a gestão do Hospital de Pronto Socorro (HPS) e uma consultoria chegou a ser contratada para avaliar a possibilidade.

“Temos que lutar com muita unidade e determinação para barrar o sucateamento da saúde pública, impedir os planos de desmonte e terceirização de Marchezan e fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS)”, destaca Alfredo.

O dirigente da CUT-RS comemora a decisão da Justiça do Trabalho desta sexta-feira (10) que mantém a liminar que confirmou a nulidade dos avisos prévios dados pela Prefeitura de Porto Alegre aos trabalhadores do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (Imesf) nas últimas semanas. Com isso, Marchezan não poderá despedir nenhum trabalhador do Imesf.

Leia mais

Justiça mantém liminar que suspende demissões de trabalhadores do Imesf

Conselho Municipal2 (2)

Fonte: CUT-RS