Central Única de Trabalhadores

“Descoberta” de gás em Sergipe favorece empresas que adquiriram transportadora da Petrobras

21 junho, sexta-feira, 2019 às 2:23 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Plataforma3

Plataforma3

RBA - Anunciado no domingo (16) como a maior descoberta desde o pré-sal, o potencial de exploração de gás natural em seis campos da bacia de Sergipe já era de conhecimento da Petrobras pelo menos desde 2013.

A estatal só revelou agora o achado, para não prejudicar a negociação de venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), subsidiária adquirida pelo grupo franco-belga Engie e o fundo canadense CDPQ. A privatização da TAG foi concluída na última quinta-feira (13).

A conclusão da venda da TAG dependeu, inclusive, de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que dispensou a necessidade de autorização do Poder Legislativo para a venda de subsidiárias de empresas estatais, em julgamento ocorrido finalizado no início do mês. O Conselho de Administrativo de Defesa Econômica (Cade) também deu aval para a venda da transportadora.

Para o Sindicato Unificado dos Petroleiros de São Paulo (Sindipetro-SP), trata-se de mais uma ação do governo Bolsonaro que vai contra os interesses do povo brasileiro. O diretor do Sindipetro-SP Alexandre Castilho aponta contradição e incoerência entre a venda da TAG e a descoberta das novas jazidas de gás. Segundo ele, estudos preliminares apontam para a ocorrência de ricas jazidas em Sergipe desde 2011.

“Se a Petrobras sabe que vai produzir muito mais gás para o povo brasileiro, por que então vender exatamente a malha de dutos por onde esse gás será distribuído para atender toda a demanda existente no país?”, contesta ele, em entrevista à apresentadora Ana Flávia Quitério, nos estúdios do Seu Jornal, da TVT, na segunda-feira (17) .

Castilho questiona inclusive o status de “subsidiária” conferido à TAG, já que o transporte de gás faz parte das suas atribuições na exploração,  produção e distribuição de combustíveis fósseis, no Brasil. “O pior: a Petrobras vende essa malha de dutos e vai ter que aluga-la para transportar o gás que produzir.”

A “descoberta” anunciada agora deve contribuir para valorizar as ações das empresas compradoras da TAG, segundo o diretor do Sindipetro. “Mas não vai atender os interesse do povo brasileiro.” Com a TAG estatal, a Petrobras poderia transportar o gás com custos reduzidos, oferecendo o produto aos lares e empresas com mais baixos preços.

Assista à entrevista do Seu Jornal da TVT!

 

 

Fonte: Rede Brasil Atual (RBA)