Central Única de Trabalhadores

CUT-RS reforça mobilização da Frente Brasil Popular contra o golpe no dia 31 de julho em Porto Alegre

12 julho, terça-feira, 2016 às 7:09 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

DSC_7529

DSC_7529

Em reunião da diretoria executiva ampliada, ocorrida na manhã desta terça-feira (12), a CUT-RS decidiu reforçar a mobilização da Frente Brasil Popular no Rio Grande do Sul, que prevê a realização de um grande ato no dia 31 de julho (domingo), no Parque da Redenção, em Porto Alegre.

“O objetivo é retomar as manifestações populares nas ruas,defender a democracia e os direitos trabalhistas e sociais, continuar exigindo Fora Temer, barrar a consumação do golpe no Senado e reforçar o combate à política neoliberal”, afirmou a secretária de Finanças da CUT-RS, Vitalina Gonçalves.

Os dirigentes sindicais também debateram o indicativo da Frente Brasil Popular de realização, na segunda quinzena de agosto, de uma marcha sobre Porto Alegre. “A intenção é chamar a atenção da sociedade para o desmonte das políticas públicas, que já está sendo operado pelo governo ilegítimo e golpista de Temer, e alertar para o que poderá vir a ocorrer depois, se o golpe for consumado, além de combater os ataques do governo Sartori aos servidores e ao povo gaúcho”, disse o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

Rumo à greve geral

A diretora Mara Feltes e o diretor Claudio Augustin relataram os encaminhamentos da última reunião de direção da CUT Nacional, onde todos os esforços estão sendo feitos na perspectiva de construir a greve geral para barrar o golpe e combater o avanço das políticas neoliberais.

O calendário aprovado prevê a realização de assembleias nos sindicatos, plenárias estaduais e dos ramos, além de um dia nacional de assembleia da classe trabalhadora, em data a ser definida. “Será feito também o lançamento um manifesto das Campanhas Salariais Unificadas”, adiantou Mara.

Claudio enfatizou a urgência de dialogar com os trabalhadores e expor que “o que está em jogo agora são os direitos da classe trabalhadora e é essa discussão que os sindicatos precisam fazer, de imediato e com urgência, para fazermos uma grande greve geral”.

DSC_7536

Defesa da Previdência Social

Outro destaque na agenda de mobilizações da CUT-RS é a participação nas audiências públicas sobre a Previdência Social que a Comissão de Direitos Humanos e Legislativa Participativa do Senado, presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), agendou no interior do Rio Grande do Sul.

Os encontros contam com o apoio da CUT-RS e das centrais sindicais e da Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa da Previdência Rural e Urbana, com a finalidade de debater com a sociedade a defesa da Previdência Social, da CLT e da Justiça do Trabalho.

Confirma calendário das audiências públicas:

- 29 de julho (Passo Fundo);

- 5 de agosto (Santa Maria);

- 19 de agosto (Vale dos Sinos);

- 26 de agosto (Pelotas);

- 9 de setembro (Santa Rosa);

- 23 de setembro (Serra) e

- 21 de outubro (Alegrete).

Em cada encontro, Paim quer referendar a Carta Aberta dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Gaúchas em Defesa da Previdência, da CLT e da Justiça do Trabalho, aprovada na audiência pública realizada no dia 20 de junho, em Porto Alegre.

 

Fonte: CUT-RS