Central Única de Trabalhadores

CUT-RS participa de seminário em Salvador sobre futuro do Fórum Social Mundial

3 novembro, terça-feira, 2015 às 4:10 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

IMG_4923

IMG_4923

Encontro no dia 29 discutiu rumos do encontro que discute desenvolvimento

Na última quinta-feira, 29, representantes dos movimentos sociais brasileiro e internacional participaram do seminário “Diálogos Impertinentes: o Fórum Social Mundial (FSM) na construção de um outro mundo possível”, em Salvador. O objetivo foi promover uma reflexão conjunta sobre a reinvenção do Fórum Social Mundial e de seu Conselho Internacional (CI) diante da atual conjuntura planetária. A atividade também recolheu contribuições do movimento social brasileiro para a reunião do CI, que aconteceu nos dias 30 e 31.

IMG_4916

Luiz Henrique Pereira (o primeiro da esquerda para a direita) e Letícia Raddatz (a terceira) representaram a CUT-RS na delegação gaúcha

O diretor executivo da CUT-RS, Luiz Henrique Pereira, e a secretária de juventude da CUT-RS, Letícia Raddatz, participaram do encontro, pois estão acompanhando a organização do Fórum Social Temático 15 anos que ocorrerá em Porto Alegre, em janeiro de 2016. Dezenas de pessoas, incluindo várias representações de outros países, estiveram presentes no seminário.

Letícia destacou a metodologia aplicada no evento, com falas curtas de pessoas previamente inscritas, intercaladas com manifestações do público sobre as falas. “Isso permitiu um diálogo muito proveitoso com representantes de diversos países do mundo”, enfatizou.

O seminário contou com três mesas de discussão. A primeira foi dedicada ao debate das conjunturas regionais e à solidariedade entre os povos, incluindo representações curdas e palestinas. Na parte da tarde, a segunda mesa abordou os atuais desafios do FSM e do processo de reestruturação do Conselho Internacional.

A última mesa de debates foi composta por membros do comitê organizador do Fórum Social Temático, que será realizado entre 19 e 24 de janeiro, em Porto Alegre; e do Fórum Social Mundial 2016, que acontecerá em agosto do próximo ano, na cidade de Montreal, no Canadá. Os organizadores relataram o processo de construção de ambos os eventos.

IMG_4871

Debates do seminário precederam a reunião do CI

“Cada relato que ouvimos reforça a certeza de que os problemas dos diferentes povos se relacionam e têm causa comum no capitalismo neoliberal. É cada vez maior a certeza de que superar esse sistema é possível, necessário e urgente”, avaliou Letícia.

Para o diretor executivo da CUT Nacional e do Conselho Internacional do Fórum Social Mundial, Rogério Pantoja, o processo do Fórum “está se reinventando na nova conjuntura de transformação acelerada do planeta”. Ele destacou a importância deste seminário ter acontecido em Salvador e a volta da reunião do Conselho Internacional ao Brasil, inclusive no momento conjuntural que o Brasil passa e a criminalização dos movimentos sociais brasileiros.

“Essa reunião do Conselho Internacional teve o papel de pensar a reestruturação do CI e do futuro do Fórum Social Mundial frente aos vários desafios por que passam os trabalhadores em todo o mundo. Temas como a crise econômica mundial, mudanças climáticas, comunicação e migração foram pautas da reunião”, frisou.

A atividade foi promovida pelos Coletivos Brasileiro e Baiano do Fórum Social Mundial e pelo CI do Fórum, com apoio da CUT, Abong, CTB, Governo do Estado da Bahia e Associação Vida Brasil.

 

 

Fonte:  CUT-RS com CUT Nacional