Central Única dos Trabalhadores

CUT-RS entrega cestas básicas e máscaras de proteção ao coronavírus para recicladores de Porto Alegre

2 abril, quinta-feira, 2020 às 10:17 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Sem título

Sem título

A CUT-RS distribuiu na manhã desta quarta-feira (1º) 80 cestas básicas de alimentos e 200 máscaras reutilizáveis de algodão ecológico, como forma de prestar solidariedade no combate à pandemia do coronavírus para trabalhadores e trabalhadoras de associações de moradores nos bairros Humaitá, Ilha da Pintada, Vila Farrapos e Vila Cruzeiro, em Porto Alegre.

A ação foi desenvolvida em parceria com a Adufrgs Sindical e a Univens (Cooperativa de Costureiras Unidas Venceremos), do bairro Sarandi.

Os alimentos, todos orgânicos e saudáveis, foram produzidos por uma cooperativa de trabalhadores da agricultura familiar de Terra de Areia, no Litoral Norte. Dentre os beneficiados, estavam recicladores da Associação Socioambiental Irmão Antônio Cecchin.

"As entidades cumpriram o papel que caberia ao prefeito, através do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU)", denunciou Leonel Carvalho, que acompanha permanentemente os galpões de reciclagem e é membro do Centro de Integração Paulo Paim (CIPP). "Eles têm a obrigação de fornecer Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para quem trabalha na coleta de materiais recicláveis e demais serviços essenciais na capital gaúcha", afirmou Leonel.

“Mais uma vez fica claro o descaso do prefeito tucano com os trabalhadores mais vulneráveis”, ressaltou o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci, que vem estimulando os sindicatos e as federações filiadas a promoverem gestos concretos de solidariedade na periferia das cidades.

Com o coronavírus, a solidariedade é ainda mais importante

“Essa iniciativa não vai aliviar todos os problemas que os catadores enfrentam, mas pelo menos ajuda a combater a fome, que pode crescer muito, já que eles estão tendo dificuldades de vender materiais recicláveis nesses tempos de coronavírus”, frisou o secretário de Organização e Política Sindical da CUT-RS, Claudir Nespolo. “Brigar, exigir e reivindicar condições de trabalho em defesa da saúde, do emprego e da renda não reduz a importância de sermos solidários com setores da classe já excluídas há muito tempo”, lembrou.

Amarildo explicou que a ação é parte de uma campanha de solidariedade mais ampla, que visa conscientizar a população sobre os perigos do Covid-19 e, ao mesmo tempo, minimizar os impactos sociais e econômicos provocados pelo isolamento social, medida recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a mais eficaz na prevenção contra a infecção do coronavírus. 

“Em um momento de pandemia, em que só cresce o número de infectados e mortes pelo Covid-19, a solidariedade se faz ainda mais importante”, destacou Amarildo, que incentiva as entidades a realizarem campanhas de sensibilização e arrecadação junto aos sindicalizados. 

“Estamos arrecadando e ampliando essa rede solidária junto aos sindicatos e aos trabalhadores.  Temos certeza de que, com essa mobilização, conseguiremos levar mais dignidade para essas famílias em situação de vulnerabilidade social, muitas impedidas de trabalhar devido ao isolamento social”, enfatizou o presidente da CUT-RS. Se não se alimentar, fica ainda mais vulnerável ao vírus, completou. 

“Nós estamos ainda longe do final da pandemia. Por ora, o melhor a fazer é ficar em casa e não dar ouvidos àqueles que acham que a economia independe de trabalhadores protegidos”, concluiu Amarildo.

Assista ao vídeo!

 

Fonte: CUT-RS