Central Única dos Trabalhadores

CUT-RS e sindicatos combatem racismo estrutural na Semana da Consciência Negra

18 novembro, quarta-feira, 2020 às 3:02 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Racismo7

Racismo7

A CUT-RS, através da Secretaria de Combate ao Racismo, e os sindicatos estão promovendo uma série de atividades ao longo desta semana para celebrar o Dia da Consciência Negra, que ocorre nesta sexta-feira, dia 20 de novembro, e combater o racismo estrutural na sociedade. 

O Sindicato dos Bancários Porto Alegre realizará uma live no próximo sábado (21), às 19h30, sobre a negritude bancária. A secretária de Combate ao Racismo da CUT-RS, Isis Garcia, conta que a ideia é contar histórias de trabalhadores e trabalhadoras da raça negra.

“Não podemos nunca esquecer as dificuldades, o racismo estrutural, toda essa carga histórica que acompanha nossas heranças e nossa trajetória. Mas também está mais do que na hora de mostrarmos que, apesar de todas as dificuldades, temos muitos exemplos de negras e negros que conseguiram buscar o que a uma geração parecia impossível”, salienta Isis, que é bancária do Itaú.

Isis no Cpers
Isis Garcia, secretária de Combate ao Racismo da CUT-RS

Live nacional

A CUT Brasil realiza também nesta sexta, com horário alterado para as 16h, a live “O Racismo Estrutural, a Democracia Racial e o Papel dos Sujeitos Brancos”, que pode ser acompanhada nas páginas da CUT Brasil e da CUT-RS no Facebook.  

Com duas horas de programação, a transmissão ao vivo terá cultura, música e muita informação sobre combate ao racismo e dados acerca da realidade da população negra no mundo do trabalho e na vida. A apresentação será feita pelas secretária nacional de Combate ao Racismo da CUT, Anatalina Lourenço, e a secretária nacional adjunta de Combate ao Racismo,  Rosana Sousa Fernandes. O âncora será o jornalista e radialista Andre Accarini.


Carmen Foto
Carmen Foro, secretária-geral da CUT Brasil

O ex-presidente Lula também deve mandar seu recado, assim como outras organizações, artistas e representantes de diversas entidades sindicais. A live também vai celebrar os 10 anos do Estatuto da Igualdade Racial.

Maior representação no parlamento reforça luta antirracista

Isis revela que, apesar das discriminações, dos preconceitos e do genocídio da juventude negra, é preciso comemorar o aumento da representatividade preta nos legislativos municipais. Em Porto Alegre, foi eleita uma bancada de cinco parlamentares. São elas – Karen Santos (PSOL), Laura Sito (PT), Bruna Rodrigues (PCdoB) e Daiana Santos (PCdoB) – e Matheus Gomes (PSOL).

Mulheres negras na Câmara

Isso ocorreu na esteira dos protestos do movimento “Vidas Negras Importam”, que denunciou a violência policial nos Estados Unidos e se espalhou pelo mundo. No Brasil, houve importantes manifestações em meio à pandemia que cobraram medidas do governo Bolsonaro de combate ao genocídio da população negra e periférica nos grandes centros urbanos.

“Estamos vivenciando um marco na Câmara de Vereadores de Porto Alegre. Conquistamos cinco representantes da cor preta para defender as pautas antirracistas, como a dos jovens terem o direito de usufruírem da cidade com equidade. Este resultado eleitoral mostra o nosso poder de organização, a vontade política e a capacidade de mudarmos a realidade tão desigual que aqui vivemos”, destaca Isis.

 “Tenho certeza que serão criados projetos de lei para começar a reparar as injustiças históricas que levaram à disseminação do racismo e à exclusão social da raça negra”, conclui.

Leia mais

Bancários promovem live show da Consciência Negra no próximo sábado 

Live da CUT Brasil no dia 20 vai ter música, diálogo, cultura e luta contra racismo

Assista ao vídeo de Isis Garcia

 

 

Fonte: CUT-RS com CUT Brasil e SindBancários