Central Única de Trabalhadores

CUT-RS e centrais realizam plenária de mobilização da greve geral na próxima quarta 

24 maio, sexta-feira, 2019 às 4:34 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Card - Plenária das Centrais (4)

Card - Plenária das Centrais (2)

A CUT-RS e centrais sindicais promovem na próxima quarta-feira (29), às 9h, uma plenária de mobilização para a greve geral de 14 de junho contra a reforma da Previdência, no auditório do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre (Rua General Câmara, 424).  Também foram convidados representantes dos estudantes e dos movimentos sociais.

O objetivo é avançar na organização da greve geral que vai parar o Brasil contra a proposta do governo Bolsonaro que, se for aprovada pelo Congresso Nacional, acabará com o sonho e a aposentadoria de milhões de brasileiros e destruirá a Seguridade Social e o futuro da nação.

“Esta será a plenária unitária das centrais, que vai estruturar as iniciativas que o movimento sindical adotará para criar as condições necessárias para a realização da greve geral, tanto no campo como na cidade, a fim de paralisar o país para derrotar a reforma do Bolsonaro”, afirma Claudir Nespolo, presidente da CUT-RS.

Para ele, “a greve geral é o grande instrumento de luta da classe trabalhadora para a inserção no debate sobre o modelo previdenciário brasileiro. É a maneira que arranjamos para impedir que os ajustes sejam feitos por cima, excluindo os trabalhadores das discussões”.

"Unificou, unificou, o estudante com o trabalhador"

As centrais também apoiam a nova mobilização da juventude, marcada pela União Nacional dos Estudantes (UNE), que voltará às ruas na próxima quinta-feira (30), promovendo um dia nacional de luta contra os cortes na educação e em defesa da aposentadoria.

Card - plenária1

“Orientamos os sindicatos a somarem forças com os estudantes e professores na luta pela revogação dos cortes e em defesa da educação pública, universal e de qualidade, em todos os níveis”, ressalta Nespolo. “Será também um esquenta para a greve geral, fortalecendo a luta e a resistência para barrar a reforma da Previdência e a agenda de retrocessos do governo Bolsonaro”, conclui.

Coletiva de imprensa

Após a plenária, às 11h, no mesmo local, as centrais realizarão uma entrevista coletiva à imprensa para divulgar as ações da greve geral no Rio Grande do Sul.

 

 

Fonte: CUT-RS