Central Única dos Trabalhadores

CUT-RS e centrais discutem reajuste de 11,55% no salário mínimo regional com secretário Biolchi nesta quarta

17 novembro, terça-feira, 2015 às 12:29 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

ADESIVO piso regional

ADESIVO piso regional

A CUT-RS e as centrais sindicais serão recebidas em audiência pelo secretário estadual da Casa Civil, Márcio Biolchi, nesta quarta-feira (18), às 11h30, no Palácio Piratini, para discutir a proposta do movimento sindical de reajuste de 11,55% do salário mínimo regional. A reivindicação já tinha sido entregue pelas centrais ao secretário do Trabalho, Miki Breier, no dia 13 de setembro, que ficou de encaminhá-la ao governador José Ivo Sartori (PMDB).

As centrais haviam solicitado um encontro com Sartori, durante reunião ocorrida no dia 29 de setembro com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Edson Brum (PMDB), Na ocasião, os deputados Álvaro Boessio (PMDB) e Élton Weber (PSB), que integram a base aliada do governo, ficaram de contatar o governador para que ele marcasse essa audiência dentro da maior brevidade possível.

“Queremos debater com o governo do Estado a importância e a viabilidade do reajuste de 11,55% e propor o envio do projeto em regime de urgência para a Assembleia, para que seja debatido e aprovado até o dia 22 de dezembro, quando começará o recesso do legislativo, a fim de que os novos valores possam valer a partir de 1º de janeiro de 2016, beneficiando os trabalhadores e aquecendo a economia gaúcha”, ressalta o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

“Cerca de 1,5 milhão de trabalhadores gaúchos recebem o salário mínimo regional, comprovando que é um poderoso instrumento de valorização do trabalho e de distribuição de renda, além de estimular o consumo e a produção, ajudando a reaquecer a economia gaúcha para fomentar o desenvolvimento econômico e social”, ressalta o secretário de Relações do Trabalho da CUT-RS, Antônio Guntzel.

Audiências públicas regionais

Também nesta quarta-feira, às 9h, a CUT-RS voltará a acompanhar a reunião da Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia Legislativa. O objetivo é pressionar os deputados para que seja finalmente aprovada a realização de audiências públicas para ampliar o debate sobre o reajuste do salário mínimo regional na capital e no interior do Estado.

A proposta de fazer audiências públicas, apresentada pelo deputado Nelsinho Metalúrgico (PT), estava na ordem do dia das reuniões das duas últimas quartas-feiras. Lamentavelmente não houve quórum e nada foi deliberado.

Comissáo de Economia 1111

“Esperamos que nesta quarta-feira tenhamos quórum e a proposta das audiências públicas seja finalmente aprovada, a fim de que a discussão seja aprofundada na sociedade gaúcha”, salienta Antônio.

 

Fonte: CUT-RS