Central Única dos Trabalhadores

CUT-RS distribui mais 87 cestas básicas para famílias carentes de Porto Alegre

9 outubro, sexta-feira, 2020 às 4:04 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Cestas hoje2

Cestas hoje2

A CUT-RS distribuiu mais 87 cestas básicas de alimentos orgânicos, produzidos pela agricultura familiar, na manhã desta sexta-feira (9), para trabalhadores em situação de vulnerabilidade social nos bairros Sarandi, Humaitá, Farrapos, Partenon, Vila Cruzeiro e Restinga, em Porto Alegre.

A ação é parte da campanha solidária em parceria com o Sinpro-RS, SindBancários, Adufrgs Sindical, Semapi-RS, Senergisul, Sindiserf-RS e Sindipetro-RS, com a finalidade de ajudar trabalhadores e trabalhadoras que perderam emprego e renda após a pandemia do coronavírus e moram na periferia da Capital. Os alimentos foram trazidos pela Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas (Coomafitt).

Para o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci, é importante fomentar a solidariedade com quem mais precisa de ajuda. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o Rio Grande do Sul já perdeu 5.068 vidas para a Covid-19. O estado também registra 209.623 infectados pela doença.

Cestas hoje

“O comércio foi aberto às pressas e o resultado nós estamos vendo. Imagine se as aulas presenciais fossem retomadas, como querem o governador Eduardo Leite (PSDB) e o prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) a mando de empresários sem compromisso com a vida! Enquanto lutamos pela testagem dos trabalhadores da saúde, eles se esquecem de que quem mais sofre com a crise sanitária são os mais pobres, como os recicladores e as famílias de menor renda”, enfatiza o dirigente sindical.

Para ele, “a fome é também uma pandemia, tão real quanto a do coronavírus. Mais de 14% da população brasileira está desempregada, o maior índice da série histórica do IBGE. Enquanto central sindical, não podemos ser indiferentes a isso. Temos que denunciar o governo genocida de Bolsonaro, que vira as costas para os trabalhadores e abraça o mercado financeiro e o agronegócio”.

“É por isso que as eleições municipais são tão importantes. É uma oportunidade para responder nas urnas contra o caos que vivemos. Temos que eleger representantes dos trabalhadores nas câmaras municipais e prefeituras. Essa foi uma das resoluções da Plenária Estadual da CUT-RS, realizada no último sábado (3). A luta por melhores condições de trabalho passa necessariamente pelo legislativo”, ressalta Amarildo ao destacar que há pelo menos 76 candidaturas para vereador e vereadora oriundas do movimento sindical no RS.

  Cestas hoje1

Fonte: CUT-RS