Central Única de Trabalhadores

Congelamento de investimentos em saúde e educação: como votaram os parlamentares gaúchos

28 agosto, terça-feira, 2018 às 4:57 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

PEC 241

PEC 241

Logo depois do golpe de 2016, o presidente ilegítimo Michel Temer (MDB) encaminhou ao Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 241/2016, que congela por 20 anos o orçamento público para investimentos em áreas sociais, como saúde, educação e segurança. Desta forma, os valores aplicados no ano anterior serão corrigidos apenas pela inflação do período.

Na Câmara, a PEC 241 foi aprovada, em primeiro turno, com 366 votos favoráveis e 111 contrários, em 11 de outubro. No segundo turno houve 359 votos favoráveis e 116 contrários em 25 de outubro de 2016. Da bancada gaúcha teve 18 votos favoráveis e 12 contrários.

No Senado, a PEC 241 virou a Emenda Constitucional nº 95/2016, tendo sido aprovada no primeiro turno em 29 de novembro, por um placar de 61 votos favoráveis e 14 contrários. O segundo turno ocorreu em 13 de dezembro, com 53 votos favoráveis e 16 contrários. Da bancada gaúcha houve dois votos favoráveis e um contrário.

No dia 15 de dezembro, a emenda foi sancionada pelo golpista Temer.

Veja como votaram os deputados federais gaúchos;

A favor do congelamento de investimentos em saúde e educação

Contra o congelamento de investimentos em saúde e educação

 

A favor do congelamento de investimentos em saúde e educação

Contra o congelamento de investimentos em saúde e educação

Fonte: CUT-RS com Simpro-RS