Central Única dos Trabalhadores

Comando Nacional rejeita nova proposta da Fenaban de 8,75% e negociação continua nesta quinta

21 outubro, quarta-feira, 2015 às 6:02 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Fenaban 2110

Fenaban 2110

A Fenaban ofereceu um reajuste de 8,75% na negociação realizada na tarde desta quarta-feira (21), em São Paulo. O Comando Nacional dos Bancários rejeitou a proposta rebaixada na mesa e voltou a reafirmar que espera negociar aumento real. Nova rodada será realizada nesta quinta-feira (22), às 14h, em São Paulo.

Na terça-feira (20), a Fenaban havia oferecido 7,5%, proposta também rejeitada na mesa pelo Comando Nacional. A orientação para a categoria é que a greve continue forte em todo o Brasil.

O Comando Nacional reafirmou que quer negociar aumento real. Segundo o presidente da Contraf-CUT e coordenador do Comando Nacional, Roberto von der Osten, a mobilização e determinação da categoria em defender a reposição da inflação mais ganho real fez com que os banqueiros retomassem à mesa de negociação. “Isso já é um avanço. Mas, continuamos a orientar os sindicatos a manter a nossa unidade e forte mobilização. Isso vai nos levar a uma proposta mais digna.”

Ao completar 16 dias nesta quarta, a greve paralisou 12.603 agências e 35 centros administrativos nos 26 estados e no Distrito Federal, conforme levantamento da Contraf-CUT. Na área de abrangência do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região Metropolitana, 417 agências permaneceram fechadas. No Rio Grande do Sul, ao todo foram 1.111 agências fechadas, de acordo com informações da Fetrafi-RS.

Cadê o aumento real?

Nesta quinta-feira, às 14h, haverá nova assembleia organizativa no Clube do Comércio, em Porto Alegre. Não será deliberativa porque a nova proposta da Fenaban já foi rejeitada na mesa pelo Comando Nacional.

O percentual fica abaixo da inflação do período (9,88%), segundo INPC. O presidente do SindBancários, Everton Gimenis, ressaltou que a Campanha Salarial busca aumento real. “Insistimos com os negociadores da Fenaban sobre o fato de que estamos buscando recuperação salarial desde os anos 1990. Só conseguimos isso com aumento real”, destacou Gimenis, que participa da negociação, em São Paulo.

Agenda de mobilização

Quinta-feira, dia 21

9h – Caravanas de convencimento nas agências.

14h – Assembleia organizativa da greve dos bancários no Clube do Comércio (Andradas, 1.085, Centro Histórico de Porto Alegre).

Greve 2110

 

Fonte: CUT-RS com SindBancários e Contraf-CUT