Central Única de Trabalhadores

Aposentado carioca inicia greve de fome em Porto Alegre em solidariedade ao povo brasileiro e a Lula

11 janeiro, quinta-feira, 2018 às 1:34 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Richard

Richard

Sul21 – O aposentado carioca Richard Faulhaber iniciou nesta quarta-feira (10) uma greve de fome, em frente à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em solidariedade ao povo brasileiro e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A intenção de Faulhaber é manter a greve até o dia 24 de janeiro, quando ocorre o julgamento de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Servidor aposentado da Secretaria Municipal da Fazenda do Rio de Janeiro, Richard chegou a Porto Alegre no dia 5 de janeiro, junto de sua companheira, Marcia Alves Vilella. Ele tentou iniciar a greve de fome na entrada da Catedral Metropolitana, mas não foi autorizado a permanecer lá. A solução encontrada foi transferir-se para a entrada da Assembleia Legislativa, onde já passou a primeira noite de seu protesto, na companhia de alguns moradores de rua.

A situação do país, na avaliação de Richard Faulhaber, está exigindo novas formas de luta, um pouco mais radicais. “A gente acha, há algum tempo, que essa forma de luta adotada por Gandhi pode ser uma coisa importante para incorporar no Brasil. Não é nenhuma panaceia, mas é mais uma forma de luta. Tivemos o exemplo recente da greve de fome promovida por integrantes do Movimento dos Pequenos Agricultores, em Brasília. Nós já vínhamos pensando nesta ideia e decidimos colocá-la em prática, no momento em que se quer criminalizar o ex-presidente Lula, que dedicou sua vida inteira ao povo brasileiro”, afirmou.

Ele nunca havia participado de uma greve de fome até então, mas afirma estar disposto a mantê-la até o dia do julgamento de Lula. Neste período, vai ingerir apenas água e soro. O ideal, diz Richard, é que não fosse uma coisa individual. “Esse tipo de movimento não pode ser uma coisa personalista, mas sim uma iniciativa coletiva e popular”.

Há duas semanas, Richard e Marcia divulgaram um texto nas redes sociais convidando outras pessoas a se somarem a esta iniciativa. “Não pretendo arriscar minha vida, mas vou dar o meu máximo para passar o meu testemunho”.

O texto-manifesto da greve de fome afirma que “Lula, que tem sido perseguido e difamado com mentiras e manipulações diárias, promovidas e patrocinadas por aqueles muito poderosos que somente pensam em lucrar e enriquecer cada vez mais; perseguido e difamado pelos muito poderosos, dia e noite, noite e dia, através de seus também poderosos sócios, os cartelizados veículos de mídia de nosso país”.

Em sua essência, acrescenta, esta greve de fome é “um ato de declaração de amor ao povo brasileiro, deverá também trazer consigo algumas das nossas principais bandeiras de dedicação e luta por justiça social, por oportunidades equivalentes para todos”.

Richard e Marcia criaram, no Facebook, um Diário da Greve de Fome em POA, para relatar o andamento de seu protesto.

Richard chegou em Porto Alegre dia 5 de janeiro, acompanhado de sua companheira, Marcia Alves Vilella. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

 

Fonte: Marco Weissheimer – Sul21