Central Única dos Trabalhadores

Brasil ultrapassa 70 mil mortes e 1,8 milhão de casos de coronavírus

11 julho, sábado, 2020 às 1:35 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Atendimento de enfermeiras

Atendimento de enfermeiras

BdF – De acordo com dados do Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass), o Brasil chegou, nesta sexta-feira (10), na marca de 70.398 mortes por coronavírus e 1.800,827 casos confirmados da doença. Os números confirmam o país como segundo mais afetado pela covid-19 no mundo, perdendo apenas para os EUA, que está com 3.215.074 de infectados e soma 135.709 óbitos.

Nas últimas 24 horas, foram 45.048 novos casos de contaminação e 1.214 pessoas morreram em decorrência da doença. A taxa de letalidade se manteve estável em 3,9% e a de mortalidade é de 33,5 pessoas para cada grupo de 100 mil habitantes.

Entre os estados, São Paulo está à frente em números absolutos de contaminados com 359.110 casos, seguido pelo Ceará (133.546), Rio de Janeiro (129.443), Pará (122.674) e Bahia (101.186). Os paulistas também puxam a fila do número de óbitos, que chegaram a 17.442. Rio de Janeiro (11.280), Ceará (6.777), Pernambuco (5.482) e Pará (5.224) vêm em seguida.

No entanto, as taxas de letalidade no Rio de Janeiro e em Pernambuco estão muito acima da média nacional. Entre os fluminenses, o índice é de 8,7% e os pernambucanos chegaram a 7,8%. São Paulo, estado mais atingido pela pandemia, está com 4,9%.

Recorde global

Nesta sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou que 228.102 pessoas foram infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas em todo o mundo. Essa marca é o novo recorde registrado pela entidade, batendo os 212.326 de 4 de julho. Brasil, EUA, Índia e África do Sul puxaram as estatísticas para cima.

Agora, são mais de 12 milhões de pessoas contaminadas no mundo desde o início da pandemia, em fevereiro deste ano. A média calculada pela OMS é que a cada uma semana, 1 milhão de novos casos são registrados.

Na coletiva da OMS, nesta sexta, o diretor-geral da OMS, Thedros Adhanon, estava pessimista. “Na maior parte do mundo, o vírus não está sob controle, está piorando. A pandemia da covid-19 não deixou nenhum país intocado. Ela humilhou todos nós.”

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos, os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a síndrome respiratório do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

 

Fonte: Brasil de Fato