Central Única de Trabalhadores

Brasil 247 – Paulo Paim: Frente Ampla pelo Brasil

11 agosto, sexta-feira, 2017 às 2:34 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

images-cms-image-000556506

O quadro nacional é nada encantador: limitação de investimentos públicos, aumento de impostos e dos preços dos combustíveis, reformas, presidente sendo alvo do STF, denúncias de corrupção que não acabam mais.

É impressionante como a onda vai e volta e as coisas não se modificam para melhor. Fórmulas e ações do Legislativo, Judiciário e Executivo são apresentadas e vendidas como soluções. Os resultados nós sabemos, são pífios. Isso tem que ter um basta.

Há uma proposta que vem sendo discutida de baixo para cima, espontaneamente, nos estados há mais de dois anos e que agora vem à lume. A Frente Ampla pelo Brasil é um espaço de diálogo e de debates, de análise e de compreensão dos problemas nacionais, regionais e municipais. Ela está engajada na construção de propostas e ideias viáveis para mudanças estruturais e de transformação do país em uma sólida e verdadeira nação.

O que a unifica são as causas justas e o respeito as diferenças culturais, sociais, econômicas e políticas que compõe esse nosso país continental. As pessoas querem ajudar.

Temos ali cidadãos comuns, não filiados e filiados a partidos políticos, apartidários, militantes sociais e sindicais, estudantes, religiosos, donas de casa, aposentados, empresários com visão social, enfim, uma infinidade de pensamentos, diversidade e pluralidade.

Não podemos nos acovardar e nos calar, ficar condenados à desesperança e aos fantasmas ideológicos de grupos que só buscam o poder pelo poder e de uma elite minoritária que não possui amor ao próximo e ao nosso país.

A Frente Ampla pelo Brasil busca a perfeição dos sonhos, mesmo que utópicos, e a valorização da nossa gente. Queremos que a grandeza dos brasileiros seja o principal alicerce da nossa desejada nação. A consciência é a nossa bússola.

A corrupção político-empresarial está institucionalizada nos três níveis: federal, estadual e municipal, e a impunidade é componente decisivo para o aumento da corrupção. Os governos transformam o Estado em balcão de negócios. E o que tivemos até hoje foram governos sem princípios e sem olhar humano. Eles vendem a alma do povo para se manterem no poder.

A Frente Ampla pelo Brasil combate os governos venais e a corrupção, entende que a punição deve ser severa e a lei deve ser para todos. Há outros pontos que estão sendo discutidos: saúde, educação, direitos trabalhistas, moradia, segurança, ciência e tecnologia, emprego e renda, economia, direitos humanos, desenvolvimentismo, política internacional.

O Brasil não possui uma cultura de governabilidade. Cada vez que muda o governo, mudam-se as políticas econômicas e sociais de acordo com o pensamento do grupo que assume. Não há máquina administrativa que aguente e nem programa de governo que se sustente.

Já o mercado interno e a indústria nacional devem ser prioridades dos alicerces do crescimento e do desenvolvimento do país. Para termos uma ideia, o mercado interno dos Estados Unidos representa 22%; a China 20%; e o Brasil 4%.

O brasileiro, do campo e da cidade, os trabalhadores e os empresários cada vez mais exigem cidadania tributária, cidadania fiscal, cidadania econômica, cidadania social, cidadania jurídica, cidadania educacional.

Não há mais espaço para governos venais e falta de transparência na atividade pública e no setor privado. O Brasil precisa mudar e o melhor caminho ainda são as urnas e uma democracia que respeite a decisão da população.

A Frente Ampla pelo Brasil é a congregação fraternal do povo e a soma de todas as energias coletivas do país.

 

Paulo Paim é Senador

 

 

Fonte: Brasil 247