Central Única dos Trabalhadores

Bancos públicos vão gerir empréstimos de R$ 83 bilhões para reativar a economia do país

29 janeiro, sexta-feira, 2016 às 12:49 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

caixa_economica_federal1web-708x350

Bancos públicos como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES, entre outros, ganham destaque no esforço do governo federal para reativar a economia do país, com oferta de R$ 83 bilhões em créditos. Serão diretamente beneficiados setores como habitação, agricultura, infraestrutura e pequenas e médias empresas. O anúncio das medidas foi feito pela presidenta Dilma, em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, em Brasília, na quinta-feira, 28/01.

O pacote conta com a atuação ativa dos bancos públicos e do uso de recursos do FGTS. Uma das novidades é a possibilidade de trabalhadores utilizarem recursos do seu próprio saldo, como garantia na obtenção de financiamentos consignados (desconto em folha).

A grande novidade é a autorização do uso da multa e de parte do saldo do FGTS como garantia de crédito para trabalhadores do setor privado demitidos sem justa causa. A expectativa é de gerar R$ 17 bilhões de crédito.

Setores

Crédito Rural – Serão destinados R$ 190 bilhões para o Crédito Habitacional, com recursos do Fundo de Garantia, serão mais R$ 10 bilhões.

Intraestrutura – O setor terá mais R$ 22 bilhões à disposição, em linhas de crédito.

Pequenas e Médias Empresas – Como capital de giro, serão disponibilizados R$ 5 bilhões, através do BNDES. Para investimento em máquinas e equipamentos, há uma linha de crédito do mesmo banco no valor de R$ 15 bilhões. Às empresas exportadoras, serão liberados R$ 4 bilhões como crédito.

 

Fonte: Imprensa SindBancários com informações do Jornal do Comércio e Zero Hora