Central Única de Trabalhadores

Audiência pública na Assembleia Legislativa debate plebiscito para venda de estatais nesta segunda

18 abril, quinta-feira, 2019 às 7:43 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Foto: Caco Argemi / CPERS - Sindicato

Foto: Caco Argemi / CPERS - Sindicato

A Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa do RS, presidida pelo deputado Jeferson Fernandes (PT), promove uma audiência pública nesta segunda-feira (22), às 18h30, no Teatro Dante Barone, para “debater sobre a realização do plebiscito ou não para venda de estatais no Rio Grande do Sul”.

A atividade, proposta pelos deputados Jeferson Fernandes e Edegar Pretto (PT), acontecerá um dia antes da data em que a base aliada do governador Eduardo Leite (PSDB) quer votar no plenário da Casa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 272/2019), encaminhada pelo governo tucano, que prevê o fim do plebiscito em caso de privatização ou federalização da CEEE, CRM e Sulgás.

Na última terça-feira (16), o Fórum em Defesa do Plebiscito entregou ao presidente da Assembleia, deputado Luiz Augusto Lara (PTB), um Projeto de Decreto Legislativo, de iniciativa popular, com mais de 80 mil assinaturas, que obriga a realização de consulta popular para a venda das três empresas públicas de energia do povo gaúcho. A entrega foi acompanhada pela secretária de Formação da CUT-RS, Maria Helena de Oliveira.

Lara com projeto

“Este fórum foi construído dentro do Parlamento e este movimento tomou praças e eventos”, destacou Jeferson Fernandes durante o ato de entrega. Ele lembrou que outra ação importante que o grupo realizou foi a de levar a pauta para as Câmaras de Vereadores dos municípios, incentivando a fazer moções de repúdio à PEC 272/2019. “Nós queremos o plebiscito para que a população decida sobre o futuro da energia do nosso estado”, disse o deputado.

Reunião da Frente em Defesa do Patrimônio Público

Apoiadora do plebiscito, a Frente em Defesa do Patrimônio Público se reúne na próxima segunda-feira, às 9h, na sede da CUT-RS, no centro da capital gaúcha, para reforçar junto aos sindicatos e federações, que representam trabalhadores e trabalhadoras de empresas estatais estaduais e federais, a importância da participação na audiência pública.

“Temos que lotar mais uma vez o Teatro Dante Barone para demonstrar ao conjunto dos deputados que a Constituição Estadual, que eles juraram cumprir há pouco mais de três meses, não pode ser rasgada para impedir que a população possa decidir o destino do patrimônio público dos gaúchos”, afirmou o secretário de Comunicação da CUT-RS, Ademir Wiederkehr.  

Plebiscito já

 

 

Fonte: CUT-RS