Central Única de Trabalhadores

Após julgamento no TST, FENTECT orienta pela continuidade da greve nos Correios e novas assembleias nesta terça

12 março, segunda-feira, 2018 às 11:21 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

correios greve

correios greve

O julgamento do plano de saúde, nesta segunda-feira (12), no Tribunal Superior do Trabalho (TST), foi um verdadeiro ataque aos direitos dos trabalhadores, rasgando até mesmo a jurisdição da casa e agredindo um direito histórico da categoria.

Desde o início da audiência, um processo quase orquestrado colocou em jogo a vida de quase 400 mil pessoas que, atualmente, são assistidas pela Postal Saúde. O TST aprovou a cobrança de mensalidades e coparticipação no salário bruto da categoria.

A vigência das alterações no plano começa a valer a partir da publicação da decisão do tribunal até o dia 1 de agosto de 2019. Entre as tabelas apresentadas e as alterações do TST, ficou estabelecido que o custo total do plano será distribuído em 30% para os empregados arcarem e 70% para a mantenedora.

Os pais dos funcionários serão mantidos no plano, porém, com mensalidades e coparticipação, por um ano. Pai e mãe em tratamento vão continuar no plano até a alta médica.

No entanto, o posicionamento do ministro relator não foi claro. Agora, as representações estão aguardando a publicação do Acórdão para uma análise melhor.

A FENTECT orienta pela continuidade da greve. Amanhã (13), a diretoria da federação vai se reunir com a assessoria jurídica para esclarecer as dúvidas e traçar novas estratégias de defesa dos direitos dos trabalhadores.

A FENTECT também solicita que os sindicatos reúnam os trabalhadores nesta terça-feira, no período da tarde, para uma análise do que foi decidido no julgamento de hoje.

Fonte: FENTECT