Central Única dos Trabalhadores

Após campanha com fake news, Sebastião Melo é eleito prefeito de Porto Alegre

30 novembro, segunda-feira, 2020 às 9:35 am

Comentários    Print Friendly and PDF

01/06/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Sebastião Melo. Foto: Joana Berwanger/Sul21

01/06/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Sebastião Melo. Foto: Joana Berwanger/Sul21

O deputado estadual e candidato do MDB, Sebastião Melo, foi eleito, neste domingo (29), em segundo turno apertado, o novo prefeito de Porto Alegre. Com 100% das seções eleitorais apuradas, ele totalizou 370.550 votos (54,63%), enquanto a ex-deputada e candidata Manuela D’Ávila (PCdoB) fez 307.745 votos (45,37%). Votaram 727.464 eleitores.

O índice de abstenção seguiu alto, como ocorreu no primeiro turno, chegando à casa dos 33%, totalizando 354.382 eleitores. Houve 20.938 votos brancos (2,87%) e 28.801 nulos (3,96%). As abstenções e os votos brancos e nulos superaram a votação do prefeito eleito. 

As eleições na capital gaúcha foram marcadas por fake news e muita violência política, que atingiram diretamente a chapa de Manuela e Miguel Rossetto (PT). Contando com apoio dos partidos de esquerda, além de movimentos sociais, sindicalistas, artistas e intelectuais, por pouco a candidata não se tornou a primeira prefeita de Porto Alegre.

Melo, com um discurso alinhando com o estado mínimo, as privatizações e a política de Bolsonaro, agradeceu o apoio de sua família e dos eleitores que garantiram sua vitória e fez uma menção especial ao ex-senador Pedro Simon, “meu líder”, como resumiu.

Entre as primeiras medidas anunciadas pelo agora prefeito eleito estão o cancelamento do aumento do IPTU previsto para 2021 e a adoção de medidas para reabrir a economia da cidade, que atravessa agora um momento de recrudescimento da pandemia do novo coronavírus. O índice de ocupação de leitos de UTI em Porto Alegre está em 90,43%.

"Eleição mais baixa da nossa história"

Manuela fez um pronunciamento, agradecendo todo o apoio recebido durante a campanha e desejando sorte ao prefeito eleito. Ela lamentou o volume de “baixaria e notícias falsas” que enfrentou durante a campanha, incluindo uma pesquisa falsa divulgada pela mídia, mas ressaltou que a democracia é soberana e o resultado das urnas deve ser respeitado. Ela também fez um agradecimento especial à sua família pelo suporte e apoio dado durante toda a campanha.

Ela destacou que a militância tomou as ruas da cidade com uma esperança que não se via há muito tempo. "A esperança no olhar de cada mulher, de cada homem, é o que vai nos inspirar para seguir trabalhando por Porto Alegre e para o nosso país. Quando nós saímos às ruas, vimos homens e mulheres dispostos a transformar nossa cidade. Pessoas que enfrentaram de cabeça erguida a eleição mais baixa da nossa história.

“Esses homens e mulheres enfrentaram pesquisas falsas, divulgadas inclusive pela imprensa, enfrentaram 90% das ofensas nas redes serem dirigidas a mim. Enfrentaram com alegria que é o que me mobiliza, que mobiliza o Miguel e que mobiliza Porto Alegre, de chegar em casa e seguir dizendo que falar a verdade vale a pena. Vamos voltar para onde sempre estivemos, para nossas comunidades, com os nossos mandatos, fazendo com que Porto Alegre possa sonhar em ser uma cidade mais justa para as mulheres e homens que vivem aqui”, concluiu Manuela.

Caxias do Sul

O vereador e candidato Adiló Didomenico (PSDB) é o prefeito eleito de Caxias do Sul, com 59,57% dos votos válidos, contra 40,43% do ex-prefeito, deputado estadual e candidato Pepe Vargas (PT).

Canoas

O ex-prefeito e candidato Jairo Jorge (PSD) foi eleito em Canoas, com 82.137 votos (53,06%), contra 72.649 votos (46,94%) do atual prefeito Luiz Carlos Busato (PTB). É a terceira vez que Jairo Jorge assumirá a prefeitura. As duas primeiras foram pelo PT.

Pelotas

A atual prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) foi reeleita para um novo mandato em Pelotas, acompanhada do também atual vice Idemar Barz (PTB), com 68,69% dos votos válidos, contra 31.31% do vereador e candidato Ivan Duarte (PT).

Santa Maria

Em Santa Maria, o atual prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) se reelegeu com 57,29% dos votos válidos, contra o atual vice-prefeito Sergio Cechin (PP) que ficou com 42,71% dos válidos.

 

 

Fonte: CUT-RS com Sul21 e Brasil de Fato