Central Única dos Trabalhadores

3º Encontro Nacional da Juventude da CUT será entre os dias 25 e 27 pela internet

12 agosto, quarta-feira, 2020 às 7:25 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Jovens da CUT

Jovens da CUT

Para dar continuidade ao projeto “Educação Sindical e Organização de Jovens Trabalhadoras e Trabalhadores no Brasil”, que tem apoio da Confederação dos Sindicatos Alemães (DGB), vai acontecer entre os dias 25 e 27 de agosto o 3º Encontro Nacional de Juventude trabalhadora CUTista.

Estarão presentes no encontro, dirigentes sindicais CUTistas dos 26 estados, do Distrito Federal e dos ramos da CUT. Poderão participar desta atividade, jovens com até 35 anos, indicados pelas CUTs e pelos ramos nos estados. A ficha de inscrição, que já foi enviada pela Central às entidades filiadas, deve ser preenchida e encaminhada para o e-mail juventude@cut.org.br.

O 3º Encontro é organizado pela CUT Nacional, por meio das secretarias da Juventude, de Relações Internacionais e de Formação, e pela primeira vez, devido a pandemia do novo coronavírus, acontecerá a distância, por meio da plataforma “Formação Digital Compartilhada”.

A atividade terá análise de conjuntura política e econômica, do trabalho do jovem no cenário da pandemia, debate sobre as resoluções e estratégias da CUT para a juventude trabalhadora e também será apresentado o plano de trabalho da juventude nos estados.

Cristiana
Cristiana Paiva, secretária nacional de Juventude da CUT

O 3º Encontro da juventude CUTista terá como objetivo atualizar, a partir das resoluções do 13º CONCUT, o debate sobre estratégias da CUT para o fortalecimento da organização da juventude, possibilitar a troca de experiências em relação ao desenvolvimento dos planos de trabalho elaborados nas oficinas anteriores e avançar na construção de uma nova política organizativa para a juventude na CUT. Além de debater como estes planos de trabalho dialogam com os desafios da conjuntura pós-pandemia, sem esquecer de considerar o cenário do mercado de trabalho atual, com a informalidade, o trabalho em plataformas e a constante precarização da classe trabalhadora.

“Sabemos que, assim como todo o conjunto da classe trabalhadora, a juventude brasileira tem passado por grandes retrocessos e por profundas transformações no mundo do trabalho, que se intensificou com a pandemia. O que tem deixado muitos jovens frustrados e sem perspectiva de futuro”.

“Por isso, decidimos recomeçar este projeto da DGB com este novo formato, a distância, porque ele nos dará um norte nesta batalha e nos fortalecerá na luta estratégica em defesa dos direitos dos jovens brasileiros, do campo e da cidade”, explica a secretária Nacional da Juventude da CUT, Cristiana Paiva.

A juventude CUTista trabalha neste projeto desde 2018 e já realizou 10 encontros regionais e 2 nacionais e tem discutido a ampliação da participação dos jovens dentro da Central com debates sobre os desafios da organização da juventude trabalhadora. Por meio do processo de escuta nas regiões e nos ramos, a secretaria Nacional da Juventude da CUT, inclusive, concluiu o Planejamento de trabalho da pasta. 

Segundo a dirigente, todo o processo do projeto está sendo importante para os jovens CUTistas, que aprofundaram o debate estratégico da luta por direitos e unificaram as trabalhadores e os trabalhadores jovens de diversas categorias para juntos lutarem contra os retrocessos e avançar na conquista de direitos.

“Sabemos dos nossos direitos e vamos reagir se for preciso e para isso nossa formação sindical de base é fundamental. Essa junção de formação e juventude nos fortalece para lutar contra os ataques deste governo e também para adentrar este universo digital e este novo mundo do trabalho com direitos e com dignidade”, ressaltou Cristiana.

Gabi
Gabriela Mello Kuball, secretária de Juventude da CUT-RS

Com previsão de ter mais 5 encontros regionais e 4 encontros temáticos nos próximos meses, o projeto “Educação Sindical e Organização de Jovens Trabalhadoras e Trabalhadores no Brasil” encerra este ano.

“O projeto tem sido fundamental para a organização da juventude CUTista, porque nos deu oportunidade de estar com jovens de diversos ramos e das cinco regiões do país e isso foi um divisor de águas para planejar uma estrutura sindical específica para nós. E com os encontros que virão durante a pandemia, a gente vai voltar a atualizar o planejamento e pensar como vamos trazer mais jovens para os sindicatos para engrandecer a luta e fortalecer cada vez mais a juventude trabalhadora”, finalizou.

Sobre o projeto

O projeto que termina em 2020 é uma parceria entre a CUT e a Confederação dos Sindicatos Alemães (DGB) e prevê atividades de formação de novas lideranças sindicais em todo o país.

Sobre a DGB

A DGB, Confederação dos Sindicatos Alemães, fundada em 1949, representa mais de 8 milhões trabalhadores em 16 ramos sindicais.

A DGB BW é a escola de formação da Confederação, que, no Brasil, atua para  ajudar na formação de sindicalistas brasileiros, no fortalecimento das redes intersindicais e no estreitamento da relação sindical entre Brasil e Alemanha.

 

Fonte: Erica Aragão – CUT Brasil