Central Única de Trabalhadores

1º de Maio terá ato unificado em Porto Alegre no Espelho D’água da Redenção

20 abril, sexta-feira, 2018 às 7:15 pm

Comentários    Print Friendly and PDF

Primeiro de Maio1

Primeiro de Maio

Em reunião ocorrida nesta sexta-feira (20), na sede da CUT-RS, as  centrais sindicais e os movimentos sociais definiram que o ato unificado de 1º de Maio, Dia do Trabalhador,  em Porto Alegre, será realizado, às 10h, junto ao Espelho D’água do Parque da Redenção, em defesa dos direitos, da democracia e da liberdade para o ex-presidente Lula. Haverá manifestações das entidades com a participação de partidos políticos do campo popular e democrático e apresentações culturais.

“Neste momento de resistência ao golpe, a unidade das centrais e movimentos sociais é fundamental para enfrentarmos o desmonte dos direitos sociais e trabalhistas, que vem sendo implementado pelo governo ilegítimo de Michel Temer (MDB)”, afirma o secretário-geral adjunto da CUT-RS, Amarildo Censi.

1º de Maio com Lula, preso político

“Este ano teremos no Brasil, pela primeira vez desde os anos 70, um 1º de Maio sem a presença do ex-presidente Lula, já reconhecido nacional e internacionalmente como um preso político, pois foi condenado sem provas e com o único objetivo de impedir que se candidate nas eleições presidenciais de outubro próximo”, destaca o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

“A sociedade brasileira já se deu conta de que os mesmos que prenderam Lula foram os mesmos que atacaram a CLT, estão tentando extinguir o SUS e o direito do trabalhador se aposentar com dignidade, entregaram o pré-sal para as multinacionais do petróleo e estão privatizando o patrimônio público e dando de mão beijada para a iniciativa privada a preço de banana”, explica Nespolo.

E é justamente dentro deste cenário de aniquilação de direitos e de resistência à quebra do processo democrático que acontece o 1º de Maio de 2018, cujas manifestações darão uma resposta àqueles que financiaram o golpe, jogaram a conta sobre os ombros das trabalhadoras e trabalhadores e agrediram a democracia.

Com Temer, 13 milhões de desempregados

“Eles, os corruptos do Congresso, as federações empresariais e o bando que tomou de assalto os destinos do país, todos com o apoio incondicional da grande mídia liderada pela Rede Globo, sabem que Lula é o único candidato com condições de, chegando novamente à presidência, reverter esse quadro de desemprego, que hoje atinge mais de 13 milhões de pessoas. São jovens, pais e mães de família, que até há pouco tempo atrás consumiam e tinham salários reajustados acima da inflação”, destaca o dirigente da CUT-RS.

Nespolo frisa ainda que, com a reforma trabalhista do golpista Temer, uma parcela significativa daqueles que estão empregados já começou a sentir os reflexos da precarização do trabalho ou está sendo forçada a aceitar as novas regras que retiram direitos. “Para se ter uma ideia, ao assinar um acordo rebaixado de demissão na própria empresa, por exemplo, o trabalhador recebe 20% a menos da multa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e 50% do aviso prévio, além de não ter o direito ao seguro-desemprego”, denuncia.

Lula livre

Segundo o dirigente da CUT-RS, este será um 1º de Maio em que não teremos nada para comemorar, mas sim “um monte de motivos para resistir contra mas arbitrariedades do Judiciário, contra o fascismo, o ódio e a intolerância que estão tomando conta de setores da sociedade brasileira”.

“Temos que reafirmar que neste processo de recrudescimento político, que beira ao que vivemos nos tempos da ditadura militar, estamos do lado da democracia, da liberdade e da justiça social, termos que foram jogados no lixo juntamente com a Constituição por aqueles que deveriam zelar pelo que nela está escrito”, enfatiza.

“Exigimos Lula livre e ressaltamos que eleição sem Lula é fraude”, conclui Nespolo.

 

 

Fonte: CUT-RS