Central Única dos Trabalhadores

CUT-RS muda cor do site para homenagear mês de luta das mulheres

1 março, segunda-feira, 2021 às 8:18 am

Comentários    Print Friendly and PDF

Mês das mulheres (3)

Mês das mulheres (3)

O site da CUT-RS voltou a ficar com a cor lilás, a exemplo dos últimos anos, para homenagear o mês que celebra o 8 de Março, o Dia Internacional das Mulheres. Até o dia 31, essa identidade visual ajudará novamente a refletir sobre a realidade das mulheres, agravada pela pandemia, com o objetivo de elevar a consciência crítica das trabalhadoras e dos trabalhadores para a luta e a valorização das mulheres no trabalho e na sociedade. Também ficou lilás o perfil da CUT-RS na sua página no Facebook.

“As pautas das mulheres, que são maioria no mundo do trabalho, são fundamentais na agenda da classe trabalhadora, especialmente para combater as discriminações, as desigualdades, as injustiças e as violências, aprofundadas no governo genociada de Bolsonaro”, destaca a secretária-geral da CUT-RS, Vitalina Gonçalves.   

Vita com as mulheres1

Globalmente, as perdas de emprego das mulheres situam-se nos 5% contra 3,9% dos homens, mostra o relatório “Monitor OIT: COVID-19 e o mundo do trabalho, da Organização Mundial do Trabalho (OIT).

No Brasil, a situação é uma das piores do mundo. A Pesquisa Nacional por Domicílios (Pnad Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que 8,5 milhões de mulheres deixaram a força de trabalho no terceiro trimestre de 2020.

“O desemprego, os baixos salários e a tripla jornada são duras realidades enfrentadas no cotidiano pelas mulheres. Como se não bastasse, muitos patrões quando contratam dão ainda prioridade para aquelas que não tenham filhos, uma vez que persiste o preconceito machista de que a maternidade pode prejudicar o desempenho profissional das mulheres”, denuncia a secretária da Mulher Trabalhadora da CUT-RS, Ana Cruz. 

Ana Cruz (2)

Mulheres na luta pela vida

O Coletivo de Mulheres da CUT-RS já realizou várias reuniões virtuais e está concluindo a programação do mês das mulheres, que será divulgada nos próximos dias.

Em âmbito nacional, mulheres da CUT, das demais centrais sindicais e de mais de 80 entidades sindicais, populares e feministas do país anunciaram no último dia 25 de fevereiro, o “Manifesto 8 de Março Nacional – 2021, Mulheres na Luta Pela Vida! Fora Bolsonaro, Vacina Para Toda População e Auxílio Emergencial Já!”.

No texto, elas denunciam que os brasileiros e, principalmente, as brasileiras estão com as vidas ameaçadas com o país no comando de Jair Bolsonaro (ex-PSL).

Segundo elas, com apoio de fundamentalistas, e setores conservadores dos poderes jurídico, parlamentar e da grande mídia, a serviço do capital nacional e internacional, Bolsonaro tem um projeto de morte para o Brasil.

Além da falta de medidas para diminuir os impactos da pandemia em si, elas destacam que a retirada de direitos sociais deste governo foi responsável pelo aumento da violência contra as mulheres, os LGBTQI+, os negros, os povos indígenas e os quilombolas.

Conforme o manifesto, só tirando Bolsonaro é que as mulheres e os homens do país vão poder construir alternativas de vida, recuperar a democracia, colocar o cuidado e a vida digna no centro da política. “Não existe democracia com racismo, e a democracia não é real para todas enquanto não pudermos decidir com autonomia sobre nossos corpos, territórios e vidas!”. 

Leia o manifesto na íntegra aqui.

Mulheres - 2021

 

Fonte: CUT-RS com CUT Brasil